Menu
Busca segunda, 18 de janeiro de 2021

Tia de bebê estuprado por empresário diz que agressor sentia atração sexual pela menina

Tia de bebê estuprado por empresário diz que agressor sentia atração sexual pela menina

03 outubro 2012 - 00h00Por Fonte: G1
A mãe das crianças que foram estupradas por um empresário prestou depoimento nesta terça-feira (2). A consultora de vendas Ana Paula Miguelis, de 24 anos, contou que confiava no ex-namorado. A relação terminou quando ela ouviu o grito da filha de apenas nove meses e notou que a menina estava sendo vítima de agressão sexual.

— Ele estava dentro do meu quarto com minhas filhas. Eu deixei ele dando mamadeira para o bebê e fui tomar remédio. Quando estava na cozinha, eu ouvi a minha filha gritar. Corri para o quarto, abri a fralda e vi muito sangue. Eu comecei a gritar com ele perguntando o que ele tinha feito, mas ele negou tudo. Ele ainda pegou a fralda suja de sangue e levou embora.

Segundo a tia das crianças, o suspeito tinha atração sexual pelas meninas.

— Ele não gostava da minha irmã. Na verdade ele ficava de olho nas minhas sobrinhas. Toda vez que eu passava com elas no colo ele ficava olhando e mexia com elas. Nunca fui com a cara dele.

De acordo com Ana Paula, a violência foi descoberta há duas semanas. As meninas foram submetidas a exames de corpo de delito, que comprovaram a violência. O laudo apontou rompimento do hímen em três pontos diferentes.

O suspeito é casado e dono de uma pizzaria no Grajaú, na zona norte do Rio. Ele foi preso na segunda-feira (1º). De acordo com Rômulo Vitagliano, advogado do suspeito, o seu cliente nega as acusações.

— Ele nega que praticou esse ato. Existe uma lesão, mas quem fez, é outra questão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da vacina de Oxford
EDUCAÇÃO
Enem 2020: confira hoje a correção das provas ao vivo
BRASIL
Mesmo com vacina, vitória sobre coronavírus passa por 'mudança de comportamento social'
Antônio Barra Torres deu declaração ao abrir reunião da Anvisa que analisa pedidos de uso emergencial de duas vacinas contra Covid-19
SAÚDE
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado