Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
BRASIL

Alvo da PF, Bezerra põe o cargo de líder do governo no Senado à disposição

20 setembro 2019 - 08h15Por Agência Brasil

Após ter sido alvo de um mandado de busca e apreensão cumprido pela Polícia Federal na manhã de ontem (19), o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), anunciou que colocou o cargo à disposição. Ele disse que quer deixar o presidente da República, Jair Bolsonaro, à vontade para decidir sobre a permanência dele na função.

"Eu já conversei, pela manhã, com o presidente [do Senado] Davi Alcolumbre e com o ministro da Casa Civil da Presidência da República, o ministro Onyx [Lorenzoni]. E tomei a inciativa de colocar à disposição o cargo de líder do governo, para que o governo possa, ao longo dos próximos dias, fazer uma avaliação se não seria o momento de proceder a uma nova escolha, ou não", disse.

O senador Bezerra Coelho disse que a operação de busca e apreensão em seus endereços foi um excesso.

Ainda segundo o senador, “todos” [no governo] estão querendo aprofundar a análise em cima do que baseou essas ações da PF as quais ele e o filho foram alvos, para que o governo possa se manifestar. Bezerra disse ainda que, independentemente de permanecer como líder do governo, pretende continuar auxiliando o Palácio do Planalto nas pautas de interesse do governo na Casa, como as reformas da Previdência e tributária e nas matérias que envolvem o pacto federativo.

Histórico

Na manhã de ontem (19), a Polícia Federal realizou buscas no gabinete de Bezerra e em seu apartamento em Brasília. O gabinete do deputado Fernando Filho (DEM-PE), filho do senador, também foi alvo de buscas, assim como endereços em Pernambuco ligados aos dois.

As ações fazem parte da Operação Desintegração, desdobramento da Operação Turbulência, e foram autorizadas pelo ministro do Supremo Tribunal federal (STF) Luís Roberto Barroso. A PF apura um suposto esquema de propinas pagas por empreiteiras que executaram obras custeadas com recursos públicos e que, supostamente, beneficiaram os parlamentares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Saúde recomenda uso de máscaras por toda população
SAÚDE
Com 14 novos casos confirmados, MS registra 80 pessoas com coronavírus
MS
PGE divulga esta semana dados sobre Acordo Direto em precatórios
COVID-19
Detran-MS retoma atividades dia 13, mas alerta para a utilização de meios digitais contra aglomerações