Menu
Busca quarta, 08 de julho de 2020

Após mudança, Dilma agora quer conter rejeição de militares a Amorim

06 agosto 2011 - 12h09Por Folha.com
A presidente Dilma Rousseff se reuniu com os comandantes das Forças Armadas ontem (5), antes de embarcar para o Nordeste, para formalizar pessoalmente o convite para que fiquem nos cargos. Esta foi uma tentativa de neutralizar resistências ao nome do novo ministro da Defesa, Celso Amorim.

A presidente foi rápida e formal. Confirmou a saída do ministro Nelson Jobim e a chegada de Amorim, ratificou o convite para que fiquem e determinou à cúpula militar e subordinados que fiquem em silêncio. Não quer qualquer tipo de manifestação da tropa quanto à troca.

Na sexta-feira(5), porém, o general Augusto Heleno, porta-voz informal do Exército, disse que a troca na pasta "não tem impacto nem trauma, porque troca de comando é rotina para nós".

Na Bahia, Dilma afirmou, na tarde de ontem, que o ex-ministro da Defesa Nelson Jobim é "página virada" no governo federal.

"Eu reconheço o trabalho que ele [Jobim] deu ao país. Infelizmente, nós esgotamos uma etapa e, por isso, passamos e viramos a página", disse Dilma no aeroporto de Petrolina (PE), em entrevista a rádios locais.

Falando como novo ministro, em palestra na UEPB (Universidade Estadual da Paraíba), em João Pessoa (PB), o ex-chanceler Celso Amorim disse que terá que ser "mais cuidadoso com as palavras" no Ministério da Defesa.

"Eu já não posso falar como um ex-ministro das Relações Exteriores. Terei que ser mais cuidadoso com as palavras para não me comprometer", disse Amorim no evento. O diplomata deve tomar posse hoje(8)

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Polícia Militar Ambiental e Bombeiros resgatam anta de piscina em chácara próxima ao aeroporto Santa Maria pela terceira vez
NOTÍCIAS
Confissão de dívida é considerada prova de culpa em acidente de trânsito
MIRANDA
Pedreiro mata ‘filha’ de 2 meses ao descobrir que pai biológico seria o irmão, diz polícia
POLÍTICA
Maia quer votar projeto que regulamenta Fundeb na próxima semana