Menu
Busca sexta, 23 de outubro de 2020

CAE discute crise e partilha dos royalties do petróleo

22 agosto 2011 - 17h50
CAE discute crise e partilha dos royalties do petróleo


Divulgação (TP)


A crise financeira internacional e a partilha dos royalties do petróleo vão ser discutidas em uma série de audiências públicas que começa nesta terça-feira, 23 de agosto, na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado. O primeiro a ser ouvido é o ministro da Fazenda, Guido Mantega, às 10h. À tarde, a partir das 14h, é a vez do ministro das Minas e Energia, Edson Lobão.

"Vamos discutir o quadro internacional e os projetos que o governo está apresentando, e que, de certa maneira, devem mitigar os efeitos da crise internacional no Brasil. Com isso, a CAE toma a frente em um tema importante, discutindo uma crise que não deve passar tão cedo. Nós precisamos nos preparar e o Parlamento vai ajudar o governo federal a enfrentar essas dificuldades. Ao mesmo tempo , discutiremos a repartição dos recursos arrecadados com a venda do petróleo”, afirma o presidente da comissão, senador Delcídio do Amaral (PT/MS).

Na quarta-feira, 24, acontece a audiência pública com José Sergio Gabrielli, presidente da Petrobas. O objetivo é discutir a política de investimentos da empresa. Na quinta-feira, 25, o convidado da CAE é Nelson Barbosa, secretário executivo do Ministério da Fazenda, para debater a repartição dos royalties do petróleo.

De acordo com o senador, no caso específico da crise financeira internacional existem várias questões preocupantes como, por exemplo, o câmbio. Em função disso, está marcada para o dia 30, a presença do ministro da Indústria e Comércio, que vai falar sobre importação, exportação e a política de comércio exterior que o Brasil está desenvolvendo.

“Acho que o maior problema do Brasil é o câmbio e, eventualmente, uma possível recessão mundial. Se nós tivermos um baixo crescimento, com certeza vamos sofrer com isso”, complementou Delcídio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
BRASIL Pix poderá ser usado para recolhimento do FGTS
JUSTIÇA
Construtoras devem indenizar cliente por atraso na entrega de imóvel
COSTA RICA
Adolescente é apreendido com crack e cocaína pela Polícia Civil
POLÍTICA
Bolsonaro nomeia Kassio Nunes Marques como ministro do STF