Menu
Busca terça, 04 de agosto de 2020

Título Interno

19 agosto 2011 - 08h19
Midiamax

O senador Delcídio do Amaral (PT) apoia a permanência do ex-governador Marcelo Miranda (PR) à frente da superintendência regional do Dnit em Mato Grosso do Sul, informou a assessoria do parlamentar, por acreditar no ‘bom trabalho’ que ele desempenha na chefia do órgão. O Midiamax tentou falar diretamente com o senador, mas ele participaria de reuniões esta noite e não pôde falar.

Sob o comando do PR, o ministério dos Transportes, que manda no Dnit, sofreu recentemente uma turbulência por conta das suspeitas de fraudes envolvendo servidores graúdos do órgão. Ao menos seis diretores, incluindo o chefe geral do Dnit, Luiz Pagot, caíram.

Alfredo Nascimento, presidente nacional do PR e ex-ministro dos Transportes, saiu e orientou que os membros do partido entregassem seus cargos.

Ele determinou, ainda, que o PR rompesse a aliança com o governo federal. Para Delcídio, Marcelo Miranda desempenha um bom trabalho no órgão, e por isso devia ser mantido no comando do Dnit. Filiado e indicado pelo PR, a situação de Marcelo Miranda ficou delicada após o deputado Edson Giroto, seu padrinho político, ter assinado a CPI da corrupção.

A posição do senador contrasta com a avaliação do Tribunal de Contas da União, que em relatório aponta irregularidades em várias obras no Estado. A presidente Dilma determinou devassa em obras nas quais há maiores suspeitas de superfaturamento e seis delas são de responsabilidade do Dnit-MS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIBAS DO RIO PARDO
Polícia Civil prende jovem suspeito de agredir companheira e de mantê-la em cárcere privado
BRASIL
Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados por coronavírus
MS
Governo MS investe mais de R$5,3 milhões em bolsas de estudo com foco no avanço da ciência e da tecnologia
EDUCAÇÃO
Resultado da segunda chamada do Prouni já está disponível