Menu
Busca terça, 01 de dezembro de 2020

Delcídio tem 100% de presença no Senado

14 setembro 2011 - 17h00
Delcídio tem 100% de presença no Senado

Divulgação (TP)

Somente os sul-mato-grossenses Delcídio do Amaral (PT) e Waldemir Moka (PMDB) e outros cinco senadores compareceram a todas as 62 sessões plenárias deliberativas do Senado no primeiro semestre deste ano. O levantamento foi divulgado nesta quarta-feira, 14 de setembro, pelo site Congresso em Foco.

Pelo levantamento, apenas 7,9% do total de 88 senadores registraram 100% de comparecimento a todas as sessões. Os mais assíduos neste início de legislatura (2011-2014) pertencem a partidos da base de sustentação ao governo no Senado. Além de Delcídio e Moka, registraram 100% de presença (ou justificaram a ausência) os senadores Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), José Pimentel (PT-CE), Lindbergh Farias (PT-RJ), Paulo Paim (PT-RS) e Pedro Taques (PDT-MT).

Para Delcídio, a assiduidade reflete seu comprometimento com a defesa dos interesses de Mato Grosso do Sul e o Brasil.

“Com a votação espetacular que tive nas duas eleições para o Senado era mais do que minha obrigação participar de todos os debates de interesse da população. Estou aqui fazendo o meu trabalho, defendendo o meu estado, discutindo temas nacionais e cumprindo o compromisso que assumi com os eleitores.

Esse reconhecimento me estimula a trabalhar ainda mais para também estar sempre na lista daqueles que mais participaram dos debates e estão sempre presentes nos dias em que o Senado vota as leis. Fui eleito para isso e vou continuar trabalhando duro, com a delegação e a legitimidade que o povo sul-mato-grossense me concedeu”, afirmou o senador.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Polícia Civil esclarece homicídio qualificado ocorrido em novembro e prende suspeito
ESTADO
Novo sistema vai reforçar combate a exploração sexual de crianças e adolescentes no MS
BATAGUASSU
Dono de chácara é autuado por maus-tratos a suínos, por falta de alimento e água
JUSTIÇA
1ª Vara do Júri encerra ano com julgamentos de réus presos em dia