Menu
Busca domingo, 28 de fevereiro de 2021

Título Interno

19 agosto 2011 - 08h06
Conjuntura Online


O DEM fará convenção no próximo sábado (20) em Campo Grande para eleger os membros do diretório regional, do conselho fiscal e os delegados à convenção nacional, devendo reconduzir o deputado estadual Zé Teixeira à presidência do partido.


O encontro ocorrerá oito dias após os democratas elegerem os novos membros do diretório municipal de Campo Grande, presidido pelo vereador Airton Saraiva.


A convenção regional ocorrerá a partir das 8h na sede do partido, localizada à rua Brasil nº 305, bairro Monte Castelo, na capital.


Zé Teixeira recebeu a missão dos correligionários de reorganizar a estrutura do partido em todos os municípios do Estado depois da saída do prefeito de Dourados, Murilo Zauith, que se abrigou no PSB alegando a necessidade de ficar mais próximo à base aliada da presidente Dilma Roussef.


A estratégia dos democratas, a partir da desfiliação do prefeito, é promover mudanças na estrutura partidária, como ocorreu na Capital, onde a executiva municipal decidiu fazer acomodações políticas, excluindo pessoas ligadas ao ex-correligionário, para contemplar o grupo do deputado federal Luiz Henrique Mandetta.


De olho nas eleições municipais de 2012, Zé Teixeira já visitou vários municípios do Estado a fim de constituir novas comissões provisórias e diretórios municipais onde for possível.


A cúpula do DEM planeja lançar candidatura própria na maioria dos municípios do Estado. Na capital, o partido aponta como alternativa o nome do próprio Mandetta, primo do prefeito Nelsinho Trad (PMDB), do qual o partido é aliado hoje.

DOURADOS

Apesar de ter abandonado o partido pelo qual foi eleito para um “mandato tampão” de dois anos em Dourados, Murilo deve contar com o apoio dos democratas em sua caminhada rumo à reeleição, ano que vem, cujo desejo foi antecipado por Zé Teixeira.

No entanto, o DEM também está sendo cortejado pelo PMDB do governador André Puccinelli, que trabalha em favor de candidatura própria no segundo maior colégio eleitoral sul-mato-grossense. As opções peemedebistas sãos os deputados federais Marçal Filho e Geraldo Resende e a vereador Délia Razuk.

Derrotado na disputa para o Senado em 2010, Murilo chegou à prefeitura por meio de um pacto político que lhe deu a missão de reorganizar casa, cujas finanças foram comprometidas após o golpe milionário aplicado por uma quadrilha liderada pelo então prefeito Ari Artuzi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Saiba como descobrir se seus dados pessoais estão sendo utilizados por terceiros
PONTA PORÃ
Polícia Militar apreende droga que seria leva até a cidade de Três Lagoas
GERAL
Amazonia 1 chega à órbita com sucesso e inicia transmissão de dados
LOTERIA
Mega-Sena sai para um apostador que ganha 49 milhões