Menu
Busca sexta, 07 de agosto de 2020

“Enfretamento e combate ao Crack” foi tema de audiência pública em PP

13 setembro 2011 - 08h05
“Enfretamento e combate ao Crack” foi tema de audiência pública na Câmara de Ponta Porã

Divulgação (TP)

Aconteceu na tarde desta segunda-feira (12), nas dependências do Plenário Professor Isaac Borges Capilé da Câmara de Ponta Porã uma importante reunião onde o tema “Enfrentamento e combate ao Crack”, foi abortado com bastante veemência pelos oradores presentes.

A mesa foi composta pela vereadora Dulce Manosso (PSDB) que no ato representou o vereador Ramão de Deus, presidente da casa, que por motivo de força maior não pode estar presente; os deputados Estaduais Dione Hashioka (PSDB) e Eduardo Rocha (PMDB); Doralice Alcantara Mazzei, secretária de Ação Social; Josué Lopes, Secretário de saúde; Dra. Clarissa Carlot, promotora da Infância e adolescência; Dra. Patrícia Icassati Almiron, promotora pública; professora Jussara E. de Oliveira; comandante do 4º BM Tenente-Coronel André Luis Saab; vereadores Osmar de Matos (PSDB), Daniel Valdez Puka (DEM) e vereador Marcelo Pé de Antonio João.
Logo após a cerimônia de abertura houve uma apresentação cultural com o grupo Acordes, pertencente a Escola Municipal professora Conceição Capibaribe Saldanha e faz parte do Cras Marambaia.

O deputado estadual Eduardo Rocha fez uso da palavra e destacou o seu projeto de lei que instituiu a Semana Estadual de Enfretamento e Combate ao Crack, que foi aprovado em maio deste ano pela assembléia legislativa, onde prevê uma série de audiências públicas para que se faça uma grande discussão sobre o assunto e possa sensibilizar mais pessoas nesta importante luta.

Rocha usando da tribuna disse: “É preciso um esforço conjunto e forte para combater o Crack, na minha opinião é o ‘mal do século’. Precisamos trazer essa discussão a tona, para que todos saibam o que está acontecendo e que a cada dia mais e mais família são destruídas e estamos vendo os jovens ai jogados pelas ruas,e isso nós não podemos aceitar de jeito nenhum”.

A deputada Dione Hashioka, vice presidente da Assembléia legislativa do estado, falando a nossa reportagem sobre a audiência publica afirmou: “Parabenizo a vereadora Dulce e o deputado Eduardo Rocha por essa importante audiência publica. Nós precisamos colocar a população a par dos malefícios desta droga na sociedade e também apresentar as formas que nós podemos buscar parcerias para o enfrentamento desta droga, então ratifico a importância da audiência pública para dar mais esclarecimentos e somar forças para combater o mal que essa droga traz para a nossa sociedade”.

Dione Hashioka também comentou a respeito da participação maciça dos professores, lideres comunitários, lideres religiosos, vereadores e principalmente a juventude que estavam presentes.

A vereadora Dulce Manosso (PSDB), ao final da reunião fez uma importante avaliação, dizendo que: “Ponta Porã está no caminho certo, estamos fazendo essa audiência publica a nível de municípios com dois deputados estaduais que serão a nossa voz na assembléia e se precisarmos ir a Brasília, eles estarão ao nosso lado. Tivemos também o desabafo do secretário Josué Lopes, falando das dificuldades da saúde municipal, agora nós temos que partir para as ações,pois Ponta Porã precisa destes cinco leitos para fazer a desintoxicação dos usuários de drogas, nós precisamos de uma política séria de prevenção nas escolas estaduais, onde temos cerca de 19 mil alunos, nas escolas municipais que somam 10 mil alunos, precisamos um trabalho sério junto as escolas municipais com palestras para os pais, então estamos no caminho certo e vamos chegar a onde desejamos pode ter certeza”.



Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Agentes prisionais tiveram saúde mental abalada na pandemia
Pesquisa mostra que tensão entre os presos é um dos motivos
SAÚDE
MP destina R$ 1,99 bilhão para viabilizar vacina contra covid-19
TRÊS LAGOAS
Polícia Militar Ambiental captura jiboia em condomínio
NOTÍCIAS
Paraguai prevê reabertura de lojas da fronteira em setembro
Ministro de Relações Exteriores diz que conversa está avançada com governo brasileiro