Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

Ex-vereador diz que Artuzi tem informações capazes até de formar uma "Cachoeira"

Ex-vereador diz que Artuzi tem informações capazes até de formar uma "Cachoeira"

08 maio 2012 - 14h40
MS Já


A direção do PMN recentemente anunciou que Ari Artuzi será candidato a prefeitura de Dourados pelo partido e que se fosse levantada qualquer palavra sobre os processos envolvendo Operações da Polícia Federal ele retribuiria com outra, “botando a boca no trombone”.

Essa história deu muito que falar e o último a comentar sobre o assunto foi o ex-vereador Edvaldo Moreira, que renunciou ao mandato, mas antes foi líder de Artuzi na Câmara. Ele chegou a afirmar na época que não iria aceitar perseguições política em cima da administração municipal.

E hoje, o ex-vereador, em um blog intitulado “De olho na informação” , ele conta um pouco da trajetória política de Artuzi. “No ano de 2009, assume a prefeitura, contra á máquina do governo do Estado, teve que enfrentar á fúria Italiana, que o enfrentou com muita bravura, mas não se governa, sem a tal governabilidade", declarou ele.

Para Moreira, no entanto, Artuzi surge como um animal ferido, acuado, fazendo até lembrar a recente história de Carlos Cachoeira que envolveu em escândalos também importantes políticos no Brasil e teria ligações, inclusive, no estado.

“Com um monte de informações de gente muito grande, capaz até de formar uma “Cachoeira", que pode inundar todo o Mato Grosso do Sul!”, completa ele.

Para o ex-vereador, o PMN deu novamente ao Artuzi a oportunidade de “desafiar os poderosos”. “Resta saber se tem bala na agulha, os amigos que ele soterrou em seu Castelo de areia, teriam coragem de levá-lo á mais essa aventura? Tomara que o bom senso seja o caminho”, conclui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INTERNACIONAL
Armas nucleares: ONU e papa saúdam tratado sem assinatura de potências
ECONOMIA
Salariômetro: reajuste salarial ficou abaixo da inflação em dezembro
GERAL
Escolagov abre inscrições para curso inédito sobre web conferências
EDUCAÇÃO
Enem 2020 tem novidades em acessibilidade