Menu
Busca terça, 02 de março de 2021

Independência abre para propostas de credores

Independência abre para propostas de credores

18 outubro 2011 - 14h20
Divulgação (TP)

Construir uma solução alternativa para o impasse da recuperação judicial do Frigorífico Independência junto com os credores pecuaristas. Essa foi a definição de reunião entre representantes de credores pecuaristas dos estados do Centro-Oeste e do frigorífico Independência, realizada na tarde desta segunda-feira (17), em São Paulo.

As federações de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), Mato Grosso (Famato) e Goiás (Faeg) acertaram com sócios e advogados do Independência a formatação de propostas regionais. Ficou acordado que as entidades conduzirão reuniões com seus credores representados na semana que vem, colocando em pauta a realização de uma nova assembléia, a ser marcada provavelmente para o ano que vem, na qual seriam discutidas as propostas.

“Uma das alternativas que já está sendo discutida é o leilão do arrendamento da planta do frigorífico, com o uso da receita para pagamento dos credores”, exemplifica o assessor jurídico da Famasul, Carlo Daniel Coldibelli. Essa seria mais uma tentativa de ajuste para evitar a falência da indústria, que descumpre um Plano de Recuperação Judicial.

O frigorífico Independência entrou em recuperação judicial em 2009 e, depois de quitar parte das dívidas, interrompeu em setembro de 2010 o parcelamento do restante, que deveria ser pago em 24 meses. O montante devido somente a credores de Mato Grosso do Sul chega a R$ 17 milhões.



Sobre a Famasul - A Federação da Agricultura e Pecuária de MS (Famasul) é uma das 27 entidades sindicais que integra a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Tem atuação voltada para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representa os interesses dos produtores e dos sindicatos rurais do Estado. Como representante do homem do campo, a Famasul põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização da atividade agropecuária. A cadeia do agronegócio responde diretamente por 16,6% do PIB sul-mato-grossense e é responsável por parcela substancial da produção industrial de Mato Grosso do Sul. Acesse www.famasul.com.br.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Anvisa alerta para uso do nome da agência em golpes de estelionato
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de 0,07% nesta segunda-feira
CAMPO GRANDE
Jovem é preso pela Polícia Civil com drogas sintéticas
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
SAD publica cronograma do ciclo de Avaliação de Desempenho Individual 2021