Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021

Justiça cassa direitos políticos de Artuzi e 3 ex-vereadores de Dourados

15 outubro 2011 - 07h40
Conjuntura Online

O ex-prefeito de Dourados, Ari Artuzi (PMN) e os ex-vereadores, Edivaldo Moreira, Sidlei Alves e Humberto Teixeira Júnior (sem partido), foram condenador por improbidade administrativa pela contratação irregular do servidor público estadual, Guilhermo Garcia Filho - agente penitanciário que chegou a acumular três cargos, de acordo com a Justiça.

Artuzi e os três ex-parlamentares da Câmara de Dourados perdem os direitos políticos por um período de oito anos. O despacho do juiz da 2ª Vara Cível, José Carlos de Souza, acolhe pedido do MPE (Ministério Público Estadual) em ação civil pública que também pedia a condenação do servidor.

Edivaldo e Garcia perdem os cargos públicos. Os cinco, ainda, foram condenados ao pagamento de multa correspondente a três vezes o valor recebido por Garcia, quando estava no cargo.

Júnior está inelegível, já que foi cassado por uma Comissão Processante instaurada pela Câmara dos Vereadores. As demais condenações precisam ser confirmadas pelo Tribunal de Justiça.

Com Dourados Agora

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME AMBIENTAL
PMA autua infrator em R$ 19 mil por desmatamento ilegal de vegetação nativa em bioma protegido
POLÍTICA
Lira: PEC deve se ater a imunidade por excessos de opinião, voz e voto
SANTA RITA DO PARDO
Polícia Civil realizada a incineração de 74kg de pasta base de cocaína
POLÍTICA
Sem consenso, votação da PEC Emergencial é adiada para terça-feira