Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020

Marçal garante lazer aos douradenses

Marçal garante lazer aos douradenses

23 dezembro 2011 - 15h20
Divulgação

*Preocupado em intervir favoravelmente na mudança de hábitos e atitudes da população douradense, emendas parlamentares do deputado federal Marçal Filho (PMDB/MS), com empenho de recursos que chegam a quase R$ 3 milhões, vão garantir mais lazer, não só à população que vive na zona urbana como também nos distritos.

Para a área urbana o deputado conseguiu mais de R$ 2 milhões, através de Emenda ao Orçamento Geral da União (OGU/2011), que serão usados na construção de um Complexo Poliesportivo e de Lazer dentro da cidade de Dourados.

“Essa obra vai atender todos os moradores dessa região da cidade oferecendo oportunidade de prática de esporte e lazer e trazendo melhor qualidade de vida à população”, explicou o parlamentar.

Um levantamento realizado para a elaboração do projeto constatou que o complexo poliesportivo e de lazer vai beneficiar aproximadamente 23 mil douradenses. O projeto apresentado prevê o oferecimento de equipamentos para a prática de esportes e também para o lazer não só ao público jovem, mas também aos idosos.

“A população dessas localidades é bastante carente de espaço público de qualidade para esporte e lazer. E ambos são de fundamental importância para a inclusão social, redução da ociosidade e melhora da saúde”, salientou o deputado.

Além desse grande investimento, distritos de Dourados também receberão obras de infra-estrutura na área de lazer, como pistas de caminhada e praça pública, também recursos de emendas de Marçal e que foram empenhadas nessa última semana.

“Os moradores dos distritos, em especial os jovens, encontram-se em situação de exclusão e ociosidade, ficando assim mais expostos a comportamentos e hábitos de risco. Esses investimentos surgem para auxiliar no combate às drogas, violência, gravidez precoce e vários outros problemas sociais que ocorrem muitas vezes em razão desse público não ter, na região onde mora, programas e serviços públicos que ofereçam inclusão social, promoção humana e qualidade de vida”, explicou o parlamentar.

Atualmente, toda Dourados, assim como os distritos, se recente da inexistência de espaços apropriados para desenvolver o lazer em família ou manifestações cívicas e culturais. “Esses recursos serão aplicados em projetos que vêm de encontro aos anseios da população. O objetivo desses investimentos é promover mudanças positivas no seio da comunidade e abrir portas de acesso para serviços sociais que diminuem a vulnerabilidade dos jovens e trazem mais saúde para a melhor idade”, enfatizou Marçal.

Ele acredita que promover a formação do hábito da prática da atividade física, é contribuir para a criação de um novo estilo de vida, com mais saúde e uma série de outros benefícios sociais, inclusive para o poder público. “Uma comunidade mais ativa, sociável e feliz, significa menos gastos com saúde. Promover a prática de esportes e lazer é investir na prevenção de uma série de patologias que oneram os cofres públicos. Além disso, a prática esportiva e o lazer ativo aprimoram a capacidade das pessoas lidarem com o mundo de forma positiva no que se refere a relacionamentos, controla o estresse e melhora também a alimentação”, salientou o deputado.

Marçal ressalta que não só os jovens, mas também os mais velhos pensam na saúde e no bem estar. Mas quando essa pessoa é de baixa renda e procura um local público para praticar atividade física, em Dourados, acaba se frustrando. “São poucos os locais que oferecem aos jovens e idosos a possibilidade de se exercitarem ao ar livre. A comunidade sofre pela falta de incentivo ao esporte e lazer, existem poucos projetos que ajudam e motivam os moradores à prática de esportes”, concluiu o deputado.


--------------------------------------------------------------------------------

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Ministro debate com entidades retorno das aulas presenciais
MAUS TRATOS
Estudante de 26 anos é autuada por maus tratos ao deixar cachorro sem água, sem alimentação e doente
ECONOMIA
Captação da poupança cai pela primeira vez desde janeiro
CAMPO GRANDE
Polícia Civil recupera celular produto de apropriação de coisa achada