Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
CAMPANHA SETEMBRO 15 á 30/09/2020
SUCESSO

MS expõe programa "Criança Feliz" a técnicos do Ministério da Cidadania

13 dezembro 2019 - 10h30Por Dourados News

O Programa Criança Feliz em MS, gerenciado pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), tem se consolidado como modelo para o restante do País. Por meio de convite da Secretaria Nacional de Assistência Social e da Secretaria Nacional de Promoção do Desenvolvimento Humano, ambas ligadas ao Ministério da Cidadania, resultados obtidos em MS foram expostos nesta semana para um grupo de trabalho.

A técnica da equipe em MS, Alessandra Neri, apresentou as experiências e a metodologia de trabalho desenvolvida pelo Estado do Mato Grosso do Sul com as crianças afastadas do convívio familiar no âmbito da promoção do desenvolvimento integral na primeira infância. Após a apresentação os 17 técnicos do Ministério da Cidadania, e também representantes da Unesco, puderam esclarecer suas dúvidas e interesses em torno do tema.

A coordenadora do programa em MS, Edna Bordon, ressaltou a importância da apresentação em âmbito nacional e ainda considerou a agenda como positiva e fortalecedora para a equipe do Estado. A semana prossegue também em Brasília com reunião de equipes nacionais do Criança Feliz, com um balanço de 2019 e as perspectivas para 2020.

Criança Feliz

Para aderir ao Programa o gestor da assistência social deve acessar o sistema Rede SUAS com seu CPF e senha. Depois, basta preencher o Termo de Adesão ao programa Criança Feliz e encaminhá-lo para aprovação do Conselho Municipal de Assistência Social. O Conselho Municipal de Assistência Social deverá inserir a sua aprovação no sistema Rede SUAS. Acesse aqui o sistema de adesão.

Dúvidas perante o processo de adesão podem ser esclarecidas na coordenação estadual do programa via e-mail criançafelizms@sedhast.ms.gov.br ou ainda pelo telefone (67) 3318-4131.

O Criança Feliz leva orientações sobre o desenvolvimento das crianças de até três anos inseridas no Cadastro Único para programas sociais do Governo Federal e de até seis anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Por meio de visitas domiciliares, o programa promove apoio às gestantes na preparação para o nascimento da criança, estímulo ao desenvolvimento infantil com atividades lúdicas e, principalmente, fortalecimento do vínculo afetivo entre a criança e familiares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Delegacia de Laguna Carapã esclarece feminicídio ocorrido no domingo em que vítima foi encontrada dentro de poço
RAIO X
Policiais Civis de Três Lagoas cumprem mandado de prisão em apoio à Operação iniciada em São Paulo
LAGUNA CARAPÃ
Veículos com produtos avaliados em mais de um milhão de reais foram apreendidos pelo DOF durante a Operação Hórus
ECONOMIA
CNI: falta de financiamento adequado é entrave para indústria 4.0