Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021

Murilo diz que vice à prefeitura sai de um dos aliados

Murilo diz que vice à prefeitura sai de um dos aliados

21 junho 2012 - 17h40
Conjuntura Online

O cargo de vice-prefeito de Dourados está em aberto e vai contemplar um dos partidos aliados na disputa pela reeleição. Foi o que disse ontem o prefeito Murilo Zauitth (PSB) quando questionado a respeito do assunto, pela reportagem do jornal O Progresso.

O cargo de vice-prefeito, atualmente ocupado pela petista Dinaci Ranzi, se tornou o mais cobiçado na eleições deste ano, tanto por parte do Partido dos Trabalhadores, que quer continuar com este espaço na administração pública, como pelo Democratas (DEM), PDT e até mesmo de partidos “nanicos” que juntos formam o chamado “P4”.

O prefeito lembrou que fez questão de deixar claro que em recente reunião que é dado como certo que o PSB irá continuar junto com o PT nas eleições proporcionais e existe a possibilidade também de coligação na majoritária, porém trata-se de uma questão que não está totalmente definida porque o cargo (vice-prefeito) tem que ficar em aberto a espera de contemplação de um dos aliados neste processo de construção de alianças.

Esta posição, Murilo expôs bem antes deste período eleitoral em uma reunião do PT em Dourados. “Expliquei para o PT que os espaços na administração eles não perderiam, podem até ser ampliados, mas o cargo de vice estaria indefinido para que pudéssemos ter esta abertura, esta possibilidade de negociar com os demais partidos”, disse Murilo.

A maioria das convenções partidárias, inclusive a do PSB acontece no dia 30 deste mês. Murilo Zauith, foi eleito para administrar Dourados em fevereiro do ano passado através de um mandato “Tampão” de menos de dois anos. Ele se elegeu em uma ampla coligação com 15 partidos políticos, inclusive o PT e o PMDB.

Indagado sobre a possibilidade até mesmo do PMDB de compor com sua chapa, Murilo disse que ficaria satisfeito. “Não posso descartar apoios ainda mais de um partido forte como o PMDB, quem não quer o PMDB? se acontecer será muito bem vindo”, resumiu Murilo.

No PMDB foi lançada a pré-candidatura do radialista e deputado federal Marçal Filho a prefeitura de Dourados. Mas esta possibilidade de candidatura ainda encontra dificuldade para emplacar, tendo em vista que até agora nenhum partido político manifestou oficialmente o desejo de se coligar com o PMDB.

Marçal Filho tem reclamado muito a respeito da falta de apoio político por parte do governador André Puccinnelli e esta dificuldade de solidificação de sua candidatura vai se tornando cada vez mais explicita a medida em que se aproxima a data das convenções.

O ex-secretário de Planejamento da prefeitura, Antônio Nogueira (PMDB), é cogitado para vice na chapa do PSB

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
PONTA PORÃ
Após tentativa de homicídio, Polícia Militar apreende submetralhadora 9mm
SAÚDE
Boletim Covid-19 deste sábado registra óbitos em 12 municípios
REGIÃO
PMA autua dois em R$ 3 mil por abandonar cachorro em estrada