Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020

Presidente da Sanesul manda vereador de Ponta Porã consultar lei

16 setembro 2011 - 10h25
Presidente da Sanesul manda vereador de Ponta Porã consultar lei

Redação (TP)

O presidente da Sanesul, empresa de Saneamento do Mato Grosso do Sul, José Carlos Barbosa, esteve ontem, quinta-feira (15), na cidade de Ponta Porã, em audiência com o prefeito Flávio Kayatt (PSDB), onde alem de outras coisas, tratou a respeito dos futuros investimentos que a empresa fará na cidade, como também começou uma discussão com a administração municipal a respeito da renovação da concessão dos serviços da empresa na cidade.

A nossa reportagem questionou o senhor José Carlos Barbosa a respeito de uma proposição de autoria do vereador Ludimar Novais (PPS) em relação a cobrança que a Sanesul faz para as pessoas de baixa renda sobre a tarifa mínima que estabelece em 10m³, sendo que muitas pessoas encaixada nesta faixa, consomem em torno de 6m³ a 8m³ de água e acaba pagando mais do que deveria.

O Presidente da Sanesul, José Carlos, respondendo o questionamento do vereador Ludimar disse: “O vereador precisa fazer uma verificação na lei 11.445 de janeiro de 2.007, pois manuseando essa lei encontrará respostas para as suas dúvidas e olhar também para as decisões dos tribunais que vai encontrar decisões sobre este assunto e ele vai verificar que é uma ação que não tem fundamento nenhum, não tem sentido nenhum”.

A tarifa mínima, segundo José Carlos, que se cobra da água, é o mínimo que se tem para garantir a sustentabilidade do sistema, portanto isto está embasado em lei, não é uma situação que ocorre somente na cidade de Ponta Porã, ela ocorre em todo estado e também no Brasil inteiro.

Finalizando sua fala,Barbosa, em tom áspero disse: “O vereador tem que sair de Ponta Porã, botar a cabeça pra fora e verificar que essa realidade não é somente Ponta Porã, mas sim é uma realidade nacional”.

Nossa reportagem falou com o vereador Ludimar Novais(PPS) agora pela manhã sobre o seu posicionamento quanto a fala do presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, momento em que ele responde: “ A resposta do presidente da Sanesul não me convenceu e nós não estamos falando de lei, estamos falando de renovação de concessão,e no momento certo, eu como vereador e defensor dos interesses da nossa comunidade, vou estar colocando essas discussões na mesa de negociação e vamos estar defendendo os interesses povo mais humilde de nossa cidade, pode apostar”.







Entenda o caso:

O Vereador Ludimar Novais (PPS), manifestou na tribuna da Câmara Municipal na ultima quinta-feira 25/08, que enviou indicação ao Gerente da Sanesul questionando a cobrança igualada de 01 à 10m³ de consumo de água residencial, entendendo que se deve pagar apenas pela água utilizada e não por estrutura tarifária divida por faixa de consumo, o que entende ser uma afronta ao consumidor, principalmente ao menos favorecido economicamente.

O parlamentar recebeu resposta da empresa detalhando apenas a escala de cobrança dos que consomem acima de 10 metros cúbicos, não havendo especificação dos que consomem de 01 à 10 metros cúbicos e que paga hoje o valor genérico de R$24,00 o que faz que justamente a população menos favorecida sustente toda a estrutura da empresa de saneamento.

Ludimar entende que se o consumidor que utilizou menos de 10m³ de água em sua residência deveria receber em sua conta um detalhamento do consumo, e que lhe fosse cobrado apenas o utilizado, se usou 4 metros cúbicos, que lhe fosse cobrado pelo consumo, se não utilizou nenhuma gota d’água, que não lhe fosse cobrado um só tostão.

“Esse valor de R$24,00 faz uma diferença imensa no orçamento da população menos favorecida economicamente, a água é um bem universal, 20% da população irá passar por alguma dificuldade pela falta deste bem natural, essa cobrança igualada não estimula a economia além do que entendo ser uma cobrança indevida” lembrou Ludimar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INPE
Incêndios na Amazônia aumentaram 28% em julho em comparação ao ano passado
FORMULA 1
Hamilton vence GP da Inglaterra após ter pneu furado na última volta
CORONEL SAPUCAIA
Mulher morre queimada após casa pegar fogo em aldeia indígena
GERAL
Governo equipa todas microrregiões de MS com estrutura de UTI’s-Covid