Menu
Busca quarta, 19 de dezembro de 2018
(67) 9.9973-5413
BANNER 1
DOURADOS

Protocolado na Câmara pedido de impugnação de chapa de Pepa e Cirilo

06 dezembro 2018 - 14h30Por Da redação

Protocolado no início da tarde desta quinta-feira (6/12), na Câmara Vereadores de Dourados, o pedido de impugnação da chapa Legislativo Forte, que disputa a eleição da Mesa Diretora e tem entre os integrantes Pedro Pepa (DEM) – candidato a presidência – e Cirilo Ramão (MDB), segundo secretário, conforme matéria do Jornal Dourados News. 

Os dois foram presos na tarde de ontem (5/12), juntos do também vereador Idenor Machado (PSDB), o ex-vereador Dirceu Longhi (PT) e o ex-servidor da Casa, Amilton Salina, durante a Operação Cifra Negra, realizada pelo Ministério Público Estadual e o 2º Distrito Policial. 

Além de Pepa e Cirilo, Silas Zanata (PPS) faz parte da composição como primeiro secretário e Junior Rodrigues como vice.  

O pedido foi feito à atual Mesa Diretora da Casa pelo farmacêutico bioquímico Racib Panage Harb e registrado às 12h55. Ele também é autor do pedido, junto a Comissão de Ética, do afastamento da vereadora Denize Portollan (PR), presa em 31 de outubro na Operação Pregão. 

Na argumentação, ele utiliza entre outras coisas, do artigo 37 da Constituição Federal que expressa os princípios da administração pública, “qual sejam: legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência”. 

O documento continua: ‘no tocante do caso concreto, é absolutamente imoral a possibilidade de vereadores presos serem eleitos membros da Mesa Diretora do poder legislativo municipal. Além do mais, os vereadores utilizam-se do cargo justamente para desvirtuar o bem comum...”, diz. 

A eleição da Mesa Diretora da Câmara está agendada para amanhã (7/12), às 14h. 

Ainda de acordo com o site, além da chapa encabeçada por Pepa, o vereador Alan Guedes (DEM) também entrou na disputa ao lado de Elias Ishy (PT) como vice, Sérgio Nogueira (PSDB) primeiro secretário e Daniela Hall (PSD) como 2ª secretária. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Em 2017, apenas 2,5% dos cursos de graduação tiveram nota máxima
EMPREGO
Funtrab recadastra indígenas para trabalhar na colheita de maçã em SC e RS
MATO GROSSO DO SUL
Deputados aprovam salário de R$ 35,46 mil ao governador do Estado
ECONOMIA
Produção industrial de MS segue em elevação no mês de novembro