Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021

Se depender apenas da JF e do TSE Ari Artuzi será candidato a prefeito

08 junho 2012 - 16h20
Douradosnews

Nicanor Coelho

Que o ex-prefeito Ari Artuzi (PMN) quer retomar a Prefeitura é uma verdade, mas que ele continua encalacrado com problemas na Justiça é uma incógnita.

Mas se depender apenas da Justiça Federal e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Artuzi que sucumbiu depois das denúncias de corrupção apontadas pela Operação Uragano da Polícia Federal, poderá normalmente ser candidato a prefeito.

A informação foi prestada por Adalton Garcia, presidente do Diretório Estadual do PMN (Partido da Mobilização Nacional) que apresentou cópias das certidões que o partido conseguiu junto ao TSE e a Justiça Federal.

Em ambos os órgãos Ari Artuzi como atestam as certidões (arquivo em PDF) que está “limpo” e conforme Adalton Garcia ele está apto a concorrer novamente a Prefeitura.

“Vamos realizar nossa convenção e registrar a candidatura de Artuzi dentro dos prazos exigidos pela Justiça Eleitoral”, disse o presidente do PMN ao anunciar que já entrou com o pedido de certidão negativa junto à Justiça Estadual que deverá ser liberada em até trinta dias.

Adalton adiantou que Artuzi também está sem restrições na Justiça Estadual o que “pode incomodar muita gente graúda da política que tem medo da candidatura de Artuzi”, disse o presidente do PMN que deverá estar em Dourados neste final de semana para definir a chapa própria do PMN para disputar a Câmara de Vereadores.

O presidente do PMN disse que Artuzi vai continuar se defendendo das acusações que lhe foram impostas pela Policia Federal e que tem consciência de que será inocentado em todas as ações.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INOVAÇÃO
Startup de design investe em site para vender produtos sul-mato-grossenses
POLÍCIA
PM apreende munições de fuzil e drogas que tinham destino à cidade do Rio de Janeiro
MS
Hoje é o último dia para inscrição no Vestibular UEMS 2021
REGIÃO
Empresário é autuado por retomar construção de barracão para fábrica degradando matas ciliares