Menu
Busca sexta, 24 de janeiro de 2020
Governo MS - Campanha Dengue - Janeiro 2020
LEGISLATIVO

Surdos poderão contar com correção de prova por profissional habilitado em Libras

15 agosto 2019 - 15h00Por Da Redação

Projeto de lei que obriga a correção de provas de redação e questões dissertativas em concursos públicos, vestibulares e processos seletivos de qualquer natureza seja feita por profissionais formados em Língua Brasileira de Sinais (Libras), quando estas provas forem realizadas por pessoa surda.

A proposta explica que Libras é a forma de comunicação e expressão em que o sistema lingüístico de natureza visual-motora, com estrutura gramatical própria, constitui sistema lingüístico de transmissão de ideias e fatos, oriundos de comunidade de pessoas surdas do Brasil.

Já a pessoa surda, é aquela que, por ter perda auditiva, compreende e interage com o mundo por meio de experiências visuais, manifestando sua cultura principalmente pelo uso da Língua Brasileira de Sinais, conforme o Decreto 5626, de 22 de dezembro de 2005.

Para ter direito à correção por profissional habilitado em Libras, o candidato surdo deve informar, no ato de inscrição, em qual das línguas do Brasil é alfabetizado, devendo a organizadora do certame do processo seletivo disponibilizar a opção no formulário de inscrição. Se a proposta receber parecer favorável à sua tramitação na Casa de Leis pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), e pelas comissões de mérito, sendo aprovada também nas votações em plenário, torna-se lei na data de sua publicação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Presidente em exercício, Mourão assina decreto para permitir militar inativo no serviço público
Governo pretende chamar militares da reserva para reforçar atendimento no INSS. Ministério Público no TCU questionou chamamento desses militares.
POLÍCIA
Casal é preso com maconha na rodoviária de Ponta Porã
GERAL
Mega-Sena acumula e deve pagar R$ 40 milhões no sábado
ROCHEDO
Polícia investiga morte de garoto de 13 anos com tiro de espingarda disparado acidentalmente por colega em MS