Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020

Amigo de Lula, dono da Usina São Fernando é convocado para depor em CPI do BNDES

Amigo de Lula, dono da Usina São Fernando é convocado para depor em CPI do BNDES

13 novembro 2015 - 09h42Por G1
A CPI do BNDES na Câmara dos Deputados que investiga operações envolvendo o banco de fomento, aprovou nesta quinta-feira (12) a convocação do empresário e pecuarista José Carlos Bumlai – amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e um dos acionistas da Usina São Fernando, instalada em Dourados – para prestar esclarecimentos sobre suspeitas de tráfico de influência e favorecimento em contratos firmados pelo banco.

A convocação de Bumlai foi aprovada por 13 votos favoráveis e três contrários. Como se trata de uma convocação, o empresário será obrigado a comparecer à CPI. Ainda não há previsão da data em que ele comparecerá na comissão.

De acordo com o portal G1, o pecuarista sul-mato-grossense tinha acesso franqueado ao gabinete de Lula durante os oito anos em que o petista comandou o Palácio do Planalto. Os dois se conheceram em 2002, apresentados pelo ex-governador Zeca do PT, e estreitaram a relação nos anos seguintes.

Um dos delatores da Operação Lava Jato, o lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, afirmou em depoimento ao Ministério Público Federal que repassou R$ 2 milhões a Bumlai referente a uma comissão a que o pecuarista teria direito por incluir Lula em uma negociação para um contrato.

Antes da convocação de Bumlai, a CPI havia aprovado a requisição de empréstimo do BNDES à Usina São Fernando, relembre aqui.

Segundo as investigações, a usina, que se encontra em grave crise financeira, teria recebido um empréstimo de R$ 101,5 milhões em 2012 após ter pedido falência à Justiça um ano antes. O requerimento aprovado não trata de quebra de sigilo das informações da operação e sim do acesso dos parlamentares aos contratos confidenciais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Quase 100 mil pessoas já emitiram certidões online durante plantão extraordinário
ECONOMIA
Depois de dois meses em queda, produção industrial cresce 7% em maio
ORDEM DO DIA
Estado de calamidade pública em Ivinhema é aprovado pela ALEMS
SAÚDE
Mato Grosso do Sul tem 91 mortes por coronavírus e 9.062 confirmados