Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020

Consórcio que MS assumiu cadeira irá investir R$ 11 mi em desenvolvimento

10 novembro 2015 - 08h30Por Correio do Estado
O Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central terá aporte anual de R$ 11,4 milhões. Esse recurso será utilizado para a execução de projetos na área de desenvolvimento econômico e social nos estados de Mato Grosso do Sul, Tocantins, Goiás, Mato Grosso, Rondônia e Distrito Federal.

A inclusão do Estado no bloco denominado Brasil Central foi publicada no diário oficial desta segunda-feira. O dinheiro para o consórcio será originado das Assembleias Legislativas dos estados participantes e da Câmara Legislativa do DF. Cada uma dará uma contribuição anual de R$ 1,9 milhão. A sede da entidade será em Brasília (DF).

Em nota divulgada sobre o bloco hoje, os consorciados informaram que vários setores receberão aportes, um deles é a agropecuária, com "o desenvolvimento de politicas para a ampliação da produtividade da pequena e média propriedade, com ênfase no assessoramento técnico, base para a emergência e fortalecimento de uma nova classe média rural".

Outro objetivo do consórcio, segundo sua constituição, é ampliar a produção industrial dos participantes e aprimorar o ensino básico e profissionalizante.

O licenciamento ambiental também entrará na pauta de discussão do grupo.

"Números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o Índice de Desenvolvimento Humano dos Municípios (IDHM) do Brasil Central (0,739) é superior à media nacional (0,727). O Produto Interno Bruno por indivíduo (PIB Per Capita) também é 23,32% superior ao restante do país", ressaltou divulgação do consórcio.

Com uma área de mais de 2 milhões de km², ou 25% do território nacional, o Brasil Central responde por quase 12% (11,27%) da riqueza gerada no país. Além de ser responsável por 50% da produção de grãos de todo o Brasil e 42% do rebanho bovino nacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
TRF2 suspende liminar que fixava verbas para combate ao coronavírus
SAÚDE
Paraguai fecha estradas para evitar disseminação do coronavírus
ECONOMIA
Banco prorroga prazo para pagar parcelas do FCO Empresarial
EDUCAÇÂO
Suspensão das aulas presenciais na Rede Estadual é prorrogada até o início de maio