Menu
Busca quarta, 23 de setembro de 2020

Danos causados por chuvas podem prejudicar escoamento de safra em MS

09 dezembro 2015 - 07h30Por G1
Em janeiro, começa o escoamento da safra de grãos em Mato Grosso do Sul que pode ficar prejudicada pelos estragos em rodovias causados pelas chuvas. Segundo o governo do estado, cerca de 3 mil km de rodovias foram danificadas, além de 80 pontes.

“Nós estamos descendo para essa região com seis equipes de manutenção de rodovias. Vamos fazer uma força-tarefa para liberar o tráfico onde está interditado”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Azambuja esteve reunido com o ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, nesta terça-feira (8) em Amambai, região sul do estado. No encontro também estiveram os 14 prefeitos que tiveram a situação de emergência reconhecida pelo estado. Apesar da visita, o envio de recurso federal não foi garantido.

“Nós vamos trabalhar para colocar essas estradas vicinais em condições delas terem tráfego. Das pessoas poderem andar nelas e circularem. Esse é o primeiro ponto. Num segundo momento, nós vamos ter um plano de reconstrução”, pontuou o Occhi.

Segundo o ministro, a Secretaria Nacional de Defesa Civil não pode mais mandar recursos para recuperação de estradas vicinais, mas pode ajudar a abrir acessos para lugares isolados. Para isso, é preciso o reconhecimento da situação de emergência decretada sexta-feira.

O governo reconheceu a situação de emergência de 14 municípios na última sexta-feira (4). Desde então, mais dois prefeitos também decretaram emergência: Deodápolis, na sexta, e Campo Grande, nesta terça-feira.

“Nós temos um prazo de 10 dias para fazer todos os levantamentos e fazer proposta por intermédio da
Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil e obter o reconhecimento federal”, afirmou o coordenador estadual da Defesa Civil, cel. Bittencourt.

Estragos

Depois dos temporais no estado, é comum encontrar uma estrada que acaba numa cratera. Em Coronel Sapucaia, região sul do estado, a rodovia MS-289 que liga a cidade a Amambai, ficou destruída por causa das chuvas.

Além disso, segundo a polícia, 30 quilômetros a frente um barranco derrubou uma parte da rodovia e o acesso dos carros está sendo feito apenas por uma estrada de chão. Ainda conforme a PMRE, não há previsão de liberação dos trechos.

Em outra rodovia, na MS-295, que liga Amambai e Iguatemi, a chuva foi tanta que uma ponte cedeu.
Já em um acesso para uma estrada vicinal para Aral Moreira, um buraco abriu na lateral da pista, o córrego transbordou e uma casa foi levada, deixando uma família desalojada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
STF mantém obrigação de locadoras terem cota de veículos adaptados
Norma era questionada pela Confederação Nacional dos Transportes
NOTÍCIAS
Criança sob guarda deve receber mesmo tratamento que filho em plano de saúde
MEIO AMBIENTE
Números de multas e de focos de queimadas no MS já superam 2019
POLÍTICA
Brasil é vítima de desinformação sobre meio ambiente, diz Bolsonaro