Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021

Eleições 2012 devem custar R$ 3,6 milhões para Justiça Eleitoral em MS

Eleições 2012 devem custar R$ 3,6 milhões para Justiça Eleitoral em MS

30 julho 2012 - 00h00
*Fonte: G1


As eleições municipais de outubro devem custar R$ 3.674.260,35 para a Justiça Eleitoral em Mato Grosso do Sul, de acordo com levantamento divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/MS). A cifra leva em conta que cada um dos 1.775.747 votantes sul-mato-grossenses custará R$ 2,07 este ano.

O valor é menor se comparado com pleitos anteriores no estado. Nas últimas eleições para prefeito e vereador em 2008, por exemplo, as despesas totalizaram R$ 5.521.149,37, correspondente a R$ 3,45 por eleitor. Em 2010, o montante foi de R$ 4,5 milhões, levando em conta o custo per capita de R$ 2,72.

Queda nos custos não é sinônimo de redução da estrutura. Conforme o TRE, para a votação de outubro, serão disponibilizadas 7.488 urnas eletrônicas, superando as 5.833 de 2010. Em 2012, os eleitores sul-mato-grossenses votarão em 5.573 seções, 428 a mais que no último pleito.

A diretora-geral do TRE, Letânia Ferraz de Brito Coutinho, atribui a queda das despesas em 2012 aos investimentos que foram feitos. “De uns anos para cá, tivemos aquisição de carro próprio, que minimiza o aluguel de veículos, e a construção de muitos cartórios no interior”, exemplifica.

Segundo a diretora-geral do tribunal, o dinheiro é utilizado para bancar gastos com combustível, telefone, energia, diárias de servidores, transporte, urnas, cabines de votação e com tecnologia, por exemplo.

Mesários

O número de mesários que devem trabalhar este ano em Mato Grosso do Sul é de 22.292, de acordo com o TRE. O órgão lembra que qualquer pessoa que esteja em dia com as obrigações eleitorais pode trabalhar nas eleições e tem direito a vários benefícios.

Quem trabalha como mesário ganha dois dias de folga no trabalho, auxílio-alimentação no dia da eleição, ajuda de custo para o combustível (apenas o presidente da mesa), prioridade em desempate em concursos públicos de TREs, certificado de atividade extracurricular para acadêmicos de faculdades conveniadas e certificado de serviços prestados à Justiça Eleitoral.

Não podem ser mesários, de acordo com o TRE, menores de 18 anos e candidatos e parentes de até segundo grau.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Insumos para a CoronaVac devem chegar até o dia 3 de fevereiro
ECONOMIA
Estoque do Tesouro Direto cresce 5,13% e vai para R$ 62,70 bilhões
MS
Presidente da ALEMS assume o Governo do Estado até dia 30
EDUCAÇÃO
MEC institui plataforma virtual para avaliar planos de educação