Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020

Título Interno

15 agosto 2011 - 10h43Por Fonte: Matéria
Conhecido pelas doações generosas que tem feito para instituições de saúde pública em Mato Grosso do Sul, o empresário e pecuarista Antônio Moraes dos Santos foi notícia nacional ao anunciar, em reportagem da Folha de São Paulo, que pretende construir dois hospitais para tratamento do câncer em MS.

Atualmente a rede pública de MS, apesar dos recursos recebidos do SUS, não dá conta e Mato Grosso do Sul se tornou um dos maiores 'fornecedores' de pacientes para o Hospital de Barretos. Por isso, Antonio Moraes dos Santos anunciou que vai arcar com os custos da construção e aparelhamento de dois centros de diagnósticos de câncer no estado.

Segundo o empresário, as unidades de Campo Grande e de Dourados serão administradas pelo Hospital do Câncer de Barretos e não terão nenhum vínculo com a rede pública de saúde sul-mato-grossense.

Ainda segundo a reportagem, o diretor do Hospital do Câncer de Barretos, disse que as unidades irão atender em torno de 50 mil pacientes por ano de forma gratuita. Cada unidade deve custar cerca de R$ 10 milhões. Ele ainda informou que os aparelhos serão mais precisos do que os que existem nos hospitais de Mato Grosso do Sul.

Políticos despreocupados em MS

Recentemente, o empresário fez uma doação de R$ 2,4 milhões para possibilitar a volta dos transplantes cardíacos na Santa Casa de Campo Grande. Segundo a diretoria da Santa Casa, com o dinheiro doado foi realizada a melhoria na infraestrutura e a esterilização de todo o Centro Cirúrgico do hospital, além da compra de 22 respiradores elétricos e 22 macas, além de outros equipamentos.

Na solenidade de inauguração das obras, na presença de inúmeros políticos que armaram o evento, o pecuarista foi ácido ao comentar o caos na saúde pública sul-mato-grossense: “Os políticos estão preocupados em fazer pontes, estradas e casa, pois assim a população enxerga, mas com a saúde, eles pouco se preocupam”.

Fonte: Midiamax

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Não há pedido de pesquisa no Brasil sobre vacina russa, diz Anvisa
BRASIL
PRF deflagra Operação Finados e restringe tráfego de caminhões
ECONOMIA
Contas públicas têm déficit de R$ 64,5 bilhões em setembro, diz BC
JUSTIÇA
Exumação de corpo para mudança de jazigo deve respeitar período determinado