Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020

Nem todos respeitam a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança

Nem todos respeitam a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança

19 janeiro 2016 - 08h30Por Detran
Prestes há completar 19 anos, a Lei n°9.503 que instituiu a obrigatoriedade do uso do cinto de segurança para condutor e passageiro em todas as vias do território nacional, ainda não é respeitada totalmente.

O cinto de segurança é um dispositivo simples destinado à segurança do condutor e dos passageiros dentro do veículo. Seu uso no banco traseiro é tão importante quanto no banco dianteiro. Em situações de colisão ou freadas bruscas, ele impede que seu corpo se choque com o painel, pára-brisas ou contra as partes rígidas do veículo. No entanto, deve-se compreender que o cinto de segurança não vai impedir acidentes, mas pode atenuar as suas conseqüências, desde que usado corretamente.

Segundo pesquisa do Ministério da Saúde em parceira 9com Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgada no ano passado, mais de 20% dos brasileiros afirmam não usar o cinto de segurança quando sentam no banco da frente de carros, vans ou táxis. Este número aumenta quando o questionamento é sobre o uso do cinto no banco de trás, quando apenas 50,2% dos entrevistados afirmam usar o item de segurança.

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), realiza campanhas educativas abordando a importância do uso do cinto de segurança. Segundo Marlene Rondon diretora de Educação do órgão, a conscientização é fundamental para a mudança de comportamento. “Procuramos mostrar ao motorista que o cinto é um item de segurança indispensável, que mesmo em trajeto curto na cidade ou em uma viagem, é de suma importância o seu uso. Muitas vezes o motorista acha que não precisa, ou quando pega uma carona acaba andando sem o cinto, para mudar isso devemos nos conscientizar que colocar o cinto assim que entramos em um veículo é um ato para salvar nossas vidas. Só dessa maneira vamos nos respeitar e respeitar o próximo”, afirma Marlene Rondon.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: MS registra nova queda na taxa de contágio e na média móvel de casos confirmados
CORONAVÍRUS
MS registra óbito de adolescente de apenas 15 anos em Campo Grande por coronavírus
ATENÇÃO PRODUTORES
Cadastro no Proacap é prorrogado para 30 de novembro
SAÚDE
IBGE: obesidade mais do que dobra na população com mais de 20 anos