Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020

Para FHC, programas sociais não podem ter como objetivo criar uma massa de dependentes do Governo

14 novembro 2015 - 09h15Por Notícias MS
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou à imprensa, antes do lançamento do programa social Rede Solidária, nesta sexta-feira (13), em Campo Grande (MS), que a função do Estado é de dar oportunidade para que as pessoas não precisem mais do auxílio assistencial do Governo. “Os programas sociais não podem ter como objetivo criar uma massa de dependentes do Governo”, afirmou.

Esse é o diferencial do Rede Solidária: avançar nos programas sociais de transferência de renda para dar oportunidade para que, no futuro, as famílias conquistem autonomia. A primeira unidade desse programa do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul leva o nome da ex-primeira-dama Ruth Cardoso e fica nas imediações da Favela Cidade de Deus, no bairro Dom Antonio Barbosa – o mais carente de Mato Grosso do Sul, ao lado do aterro sanitário.

“Esse programa se chama Rede [Solidária]. Essa ideia é boa porque hoje o mundo é em rede (…). Quando a minha mulher estava viva, a Ruth, ela tinha muito essa ideia da comunidade, a comunidade solidária, a ideia da solidariedade. Nem tudo se resolve só com dinheiro, muita coisa se resolve com ação, ação solidária. Eu acho muito importante que tenha ações como o Rede Solidária”, disse o ex-presidente. Ainda respondendo aos jornalistas, Fernando Henrique argumentou que não há como separar a situação econômica do País da solução dos problemas sociais.

O governador Reinaldo Azambuja, por sua vez, contou que por meio do Programa Rede Solidária quase 900 famílias do entorno do Dom Antonio e da região terão oportunidade de transformação social. “O programa de transferência de renda é um complemento a mais na renda da família, mas o Rede é justamente oferecer uma oportunidade, além de um apoio ao jovem, ao adolescente, a manutenção na escola, a preservação dele no contraturno da escola, em atividades sociais, culturais, esportivas, para que ele mantenha a atividade da sua vida, e principalmente o apoio à sua família”

Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, a vice-governadora Rose Modesto disse que “o Rede Solidária é um programa de governo que já deu certo porque tem a presença de todo homem e mulher de bem que acredita que é possível transformar a realidade das pessoas”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Polícia Militar prende homem por Contrabando e apreende veículo com 5.500 maços de cigarros paraguaios durante abordagem no distrito de Boqueirão
ECONOMIA
Banco do Brasil amplia limite de crédito do Pronampe em R$ 1,24 bi
DISTRITO DE BOQUEIRÃO
Polícia Militar cumpre Mandado de Prisão durante abordagem em ônibus
BRASIL
Prova de vida de aposentados e pensionistas é suspensa até setembro