Menu
Busca terça, 31 de março de 2020

PM e Gaeco atuarão juntos contra o crime organizado

PM e Gaeco atuarão juntos contra o crime organizado

13 novembro 2015 - 10h45Por Assessoria
Com foco no combate ao crime organizado, a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) e o Ministério Público Estadual firmaram um Termo de Cooperação Técnica na tarde desta quinta-feira (12), que prevê a troca de informações, apoio e cooperação nas áreas operacionais, de inteligência, investigação e capacitação, entre a Polícia Militar e o Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e ao Crime Organizado (Gaeco).

Assinado pelo secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Sílvio Maluf, o procurador-geral de Justiça, Humberto de Matos Brittes e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Deusdete Oliveira Filho, o Termo de Cooperação além de intensificar a troca de informações para otimizar as investigações e a produção de provas, prevê ainda que o Ministério Público arque com as despesas de diárias e de gratificações dos policiais cedidos, de acordo com as funções exercidas.

Para o secretário Sílvio Maluf, a parceria fortalece a segurança pública e as instituições. “Juntos as polícias do Estado e o Ministério Público tem realizado ações muito profícuas no combate ao crime organizado e quem ganha com isso é a população, beneficiária dos nossos serviços”, destacou o secretário de Segurança.

Na parceria cabe à Sejusp e a Polícia Militar designar e ampliar o efetivo de oficiais e praças para atuação no Setor de Operações e Inteligência do Gaeco, que terão todas as prerrogativas e direitos dos policiais militares que atuam nas unidades militares do Estado, viabilizar o acesso a todos os sistemas informatizados de consultas em bancos de dados, organizar e realizar ações de inteligência destinadas à prevenção criminal.

Além de arcar com as despesas do efetivo, o Ministério Público irá também subsidiar as ações de investigação, fornecendo apoio técnico jurídico para obtenção das autorizações judiciais necessárias às investigações e através do Gaeco, elaborar anualmente e remeter ao procurador-geral de Justiça, secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública e comandante-geral da Polícia Militar, relatórios confidenciais sobre os trabalhos realizados. “Agradeço a todos por essa parceria que não favorece apenas o Ministério Público ou a Secretaria de Segurança, mas principalmente a sociedade”, finalizou o procurador-geral Humberto de Brittes.

A assinatura realizada no gabinete da Sejusp, no Parque dos Poderes em Campo Grande, contou ainda com as presenças do secretário adjunto de Justiça e Segurança Pública do Estado, Helton Fonseca Bernardes, dos promotores Marcos Alex Vera, coordenador do Gaeco e Antônio André David Medeiros, testemunhas do Termo de Cooperação Técnica, e dos delegados Antônio Carlos Videira, superintendente de Segurança Pública e Marcos Takeshita, assessor especial da Sejusp.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Marido tenta agredir esposa ao saber que ela não tinha dinheiro para comprar pinga
PREVENÇÃO
Opas defende isolamento social como melhor opção de combate à covid-19
COVID-19
Corpo da primeira vítima de coronavírus em MS é liberado para enterro; funerária diz que não haverá velório
BRASIL
Receita libera entrada de 500 mil testes de Covid-19 em tempo recorde