Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
Brasil&Mundo

Custo da compra de energia deve impulsionar alta da tarifa

Com escassez de água neste ano, reajuste da conta de luz tende a ser significativo

01 dezembro 2014 - 09h20Por Fonte: correiodoestado
O tamanho do reajuste da conta de luz dos sul-mato-grossenses em 2015 depende, entre outros fatores, da intensidade das chuvas. Caso o volume não seja suficiente para atenuar os gastos da Enersul com a compra de energia, a alta deverá ser acentuada. A despesa na aquisição de energia representa o maior peso no cálculo da tarifa. E, neste ano, em razão do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas, a Enersul, como ocorreu com as demais concessionárias, aumentou a compra das térmicas, elevando seus desembolsos.

No Brasil, a energia elétrica é gerada, sobretudo, pelas hidrelétricas. Essa produção ficou comprometida neste ano pela escassez de chuva, que reduziu os níveis de água nos reservatórios. As usinas térmicas foram, então, acionadas para suprir a demanda de consumo não atendida pelas hidrelétricas. A energia das términas, no entanto, é mais cara – conforme a Enersul, o valor médio é de R$ 350 por megawatt-hora (MWh) nas términas e de R$ 100/MWh nas hidrelétricas.

Esta situação elevou os custos da concessionária, o que será considerado no cálculo de reajuste da conta de luz do consumidor.
A Enersul afirma que ainda é cedo para projetar o porcentual de reajuste, que só será aplicado no dia 8 de abril.

“Ainda temos muito tempo até lá. Muita coisa pode acontecer”, disse o diretor técnico e comercial da empresa, Marcelo Vinhaes, referindo-se, principalmente, à possibilidade de ocorrência elevada de chuva no fim deste ano e início de 2015.
A concessionária reforçou esse posicionamento, afirmando não “ser possível fazer previsões do impacto no reajuste tarifário de 2015, considerando o cenário hidrológico do País, o acionamento das térmicas, entre outros fatores”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Novos leitos de UTI são disponibilizados na Capital, em Dourados e Três Lagoas
PONTA PORÃ
Veículo que seguia para Brasília com maconha foi apreendido pelo DOF
SAÚDE
Sancionada lei sobre remessa de patrimônio genético ao exterior
CORONAVÍRUS
MS participa de consórcio para compra de 28 milhões de doses de vacina contra Covid-19