terça, 23 de julho de 2024
CONCURSO PÚBLICO

Governo divulga ensalamento dos 11,2 mil candidatos inscritos no concurso da SES

25 maio 2022 - 12h30Por Portal Governo MS

A Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), publicou na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta quarta-feira (25), a homologação e o ensalamento dos 11.222 candidatos inscritos no Concurso Público da Secretaria de Estado de Saúde (SES) para provimento dos cargos da carreira de gestão do Sistema Único de Saúde (SUS).

A prova escrita objetiva acontece neste domingo (29), exclusivamente no munícipio de Campo Grande, com 4 horas de duração. No período matutino, será aplicado para os cargos de auditor de serviços de saúde, assistente de serviços de saúde e fiscal de vigilância sanitária. Já para os cargos de especialista de serviços de saúde e auxiliar de serviços de saúde a prova acontecerá no período vespertino.

As provas serão realizadas nas universidades Católica Dom Bosco (UCDB) e Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). A abertura dos portões ocorrerá às 7h e o fechamento às 8h. Já pela tarde, a abertura será às 14h com fechamento dos portões às 15h. Os candidatos deverão comparecer aos locais designados com antecedência mínima de 45 minutos do horário de fechamento dos portões, observado o horário oficial de Mato Grosso do Sul.

Após a realização dos exames, a Fundação de Apoio à Pesquisa, ao Ensino e à Cultura (FAPEC) disponibilizará para consulta os exemplares das provas aplicadas no site oficial do concurso público.

Para conferir o local de prova e mais informações sobre o certame consulte os editais nas páginas 1 a 788 no Suplemento II da edição n° 10.841 do Diário Oficial do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Início de operação da fábrica de Ribas do Rio Pardo consolida MS como vale da celulose

ECONOMIA

Mercado voluntário de carbono no Brasil recua em 2023

Dados são do Observatório de Bioeconomia da FGV

BRASIL

Conab recebe mais R$ 115 milhões para apoio à comercialização da agricultura familiar

DIREITOS HUMANOS

Cimi: políticas públicas ainda não frearam violência contra indígenas

Relatório cita fortalecimento e retomada de ações de fiscalização