Menu
Busca quarta, 14 de abril de 2021
Brasil&Mundo

Morre Roberto Gómez Bolaños, criador de Chaves e Chapolin

29 novembro 2014 - 07h09Por Fonte: douradosagora
Morreu nesta sexta-feira (28), aos 85 anos, Roberto Gómez Bolaños, criador dos seriados "Chaves" e "Chapolin". A informação foi divulgada pela rede de TV Televisa. A emissora mexicana foi a responsável pela produção dos programas do humorista.

Em fevereiro deste ano, quando Roberto Bolaños completou 85 anos, um parente confirmou à agência de notícias Efe que a saúde dele era “frágil” e que ele permanecia quase o tempo todo na cama, com acompanhamento 24 horas por dia.

Roberto Bolaños tirou seu apelido do dramaturgo William Shakespeare, cujo diminutivo em Espanhol era "Chespirito". Há alguns anos, ele se mudou para Cancún, no México, junto com a mulher Florinda Meza, a Dona Florinda da série.

Colegas lamentam

Edgar Vivar, que interpretou o Senhor Barriga, falou à Televisa: "Estou em estado de choque. Não pensei que me fossa afetar tanto. Meu telefone não para de tocar. Um abraço compartilhado com milhões de pessoas do mundo. Vou lembrar dele sempre com sorriso e com ânimo. Temos que agradecer a Deus. Seu bom humor é a maior lembrança."

"Roberto, você não vai, permanece em meu coração e em todos os corações de tantos a quem fez feliz. Adeus Chaves para sempre", disse no Twitter Edgard Vivar.

Trajetória

Bolaños nasceu na Cidade do México em 21 de fevereiro de 1929. Estudou engenharia, mas nunca exerceu a profissão. Começou sua carreira profissional na publicidade, onde começou a trabalhar em roteiros.

Casou-se pela primeira vez com a escritora Graciela Fernández, com quem teve seis filhos. Só em 2004 oficializaria seu casamento com a atriz Florinda Meza, a Dona Florinda.

Roberto ficou conhecido no México pelo nome de um dos seus primeiro personagens, Chespirito. Mas foram os programas "Chaves" e "Chapolin" que ficaram mais famosos no Brasil.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORREDOR BIOCEÂNICO
Após suspensão de licitação, governo requisita novo cronograma para obra de ponte sobre Rio Paraguai
JUSTIÇA
STF confirma decisão que determinou a abertura de CPI da Pandemia
POLÍTICA
Senado debate adiamento do reajuste de preços de medicamentos
NAVIRAÍ
Polícia Civil incinera 1,2 tonelada de drogas