sábado, 13 de julho de 2024

Número de pedidos de falência recua em abril, diz Serasa

Número de pedidos de falência recua em abril, diz Serasa

08 maio 2012 - 13h10
Agencia Brasil


O número de empresas brasileiras que pediram falência em abril foi menor do que em março. Segundo levantamento divulgado hoje (8) pela empresa de consultoria Serasa Experian, 165 solicitações foram feitas em abril ante 173 registradas no mês anterior. Já na comparação com abril do ano passado (133), houve mais pedidos de falência.

De acordo com a Serasa, no acumulado do ano, houve elevação: de janeiro a abril deste ano foram 614 pedidos de falência, enquanto no mesmo período de 2011 foram 570. Dos 165 pedidos feitos em abril deste ano, 89 foram efetuados por micro e pequenas empresas, 51 por médias e 25 por grandes.

Na avaliação dos economistas da Serasa, em abril, as empresas começaram a aproveitar os juros mais baixos no crédito, para pagar dívidas atrasadas com os credores. “A expectativa em relação ao Dia das Mães, segunda melhor data do ano em vendas para o varejo, promove a procura por recursos para produção e formação de estoques. Na mesma direção, está o Dia dos Namorados, em junho, o que favorece as empresas em dificuldade e facilita a sua recuperação”, diz, em nota, a Serasa.

Segundo os economistas da empresa, o menor número de dias úteis em abril com relação a março devido aos feriados, também contribuiu para o recuo nos registros de falências decretadas e recuperação judicial. “A perspectiva de um segundo semestre com crescimento da atividade econômica abre espaço para a redução da insolvência das empresas”, informam os economistas da empresa de consultoria.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA

Projeto aprovado pela Câmara permite recolhimento automático de tributo por meio eletrônico

MS-379

Veículo com cigarros contrabandeados é apreendido entre Dourados e Laguna Carapã

SAÚDE

Comissão aprova criação do Programa Nacional de Assistência Integral ao Vitiligo e à Psoríase

INVESTIMENTO

Recursos de R$ 227 milhões do FCO são aprovados para empreendimentos em diversas áreas no MS