Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021
Polícia

PF desarticula grupo especializado em tráfico internacional de drogas com "braço" em MS

02 dezembro 2014 - 09h27Por Fonte: tanamidianavirai
A Policia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (02) após dez meses de investigações, a “Operação Denarius” (dinheiro em Latim) destinada a desarticular uma organização criminosa baseada no município paranaense de Umuarama, mas com ramificações em Mato Grosso do Sul e outros quatro Estados. Treze pessoas foram apontadas como participantes do esquema.

Segundo a PF, a quadrilha é especializada no tráfico internacional de drogas. Eles adquiriam cocaína no Peru e Bolívia e enviava para o Brasil e deste, posteriormente para a Europa.

As investigações tiveram início no mês de fevereiro, quando foi identificado um pecuarista com residência em Umuarama, que em conluio com outras pessoas, também residentes naquele município, Londrina/PR, Amambai/MS, Alta Floresta/MT, São Paulo/SP, Rio Acima/MG e Ariquemes/RO, estariam recebendo grandes carregamentos da droga e os remetendo para a Europa, principalmente a Espanha, camuflada em meio à madeira de casas pré-fabricadas enviadas em contêineres através de Porto Velho/RO.

Com o avançar das investigações, foi identificada uma ampla rede internacional de narcotráfico, que enviava os carregamentos de cocaína do Brasil para a Europa e recebia por isso, grandes somas de dinheiro estrangeiro, principalmente euros, que eram entregues a uma rede de operadores ilegais de câmbio em São Paulo e Umuarama.

O dinheiro era ‘lavado’, transformando euros e dólares em reais que eram aplicados prioritariamente na aquisição de imóveis, cabeças de gado, veículos e aeronaves, além de financiar um estilo de vida suntuoso, com constantes viagens de férias ao exterior.

Durante as investigações foram efetuadas apreensões de drogas e dinheiro em espécie, como no dia 13 de junho, quando uma operação realizada no Paraná, resultou no flagrante de R$150 mil em espécie, na cidade de Guaíra, que estavam sendo enviados para o Paraguai de forma ilegal.

Já no dia 18 de setembro, foram apreendidos 831kg de cocaína na cidade de Porto Velho/RO, que estavam camuflados em dois containers com casas pré-fabricadas que se encontravam sendo exportadas para Madrid, na Espanha.

MANDADOS
Além dos mandados de prisão contra 13 pessoas, são cumpridos mandados de Condução Coercitiva contra 16 pessoas, mandados de Busca e Apreensão Domiciliar em 39 locais e busca e apreensão de bens, entre eles, 37 veículos - automóveis, caminhões e motocicletas -, duas embarcações, três aeronaves, 3,5 mil cabeças de gado.

A Justiça também determinou bloqueio de 43 bens imóveis com avaliação total superior a R$ 60 milhões. São sete fazendas, quatro sítios, 16 terrenos urbanos, cinco apartamentos, nove casas e dois prédios comerciais, além de ordens judiciais de bloqueio das contas bancárias de 17 pessoas.

Tanto as contas bancárias, como os bens móveis e imóveis a serem apreendidos e bloqueados judicialmente nesta terça, suspeita-se que pertençam aos membros da Organização Criminosa, diretamente ou por meio de “laranjas”, os quais eram utilizados para a “lavagem” do dinheiro amealhado com o tráfico internacional de drogas.

As ordens judiciais estão sendo cumpridas por 180 policiais federais e 10 Auditores da Receita Federal, simultaneamente em 16 municípios de 6 Estados da federação.

No Mato Grosso do Sul, além de Amambai, os federais cumprem mandados em Porto Murtinho e Aral Moreira. Já no Paraná, a operação segue em Umuarama, Altônia, Cruzeiro do Oeste, Maria Helena e Londrina.
Em Mato Grosso, os mandados são cumpridos em Itaúba, Nova Santa Helena, Colíder, Nova Canaã do Norte e Alta Floresta, enquanto em Rondônia, Minas Gerais e São Paulo, as buscas são em Ariquemes, Rio Acima e na Capital paulista, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO HÓRUS
Veículo furtado com quase meia tonelada de maconha foi recuperado pelo DOF
EDUCAÇÃO
Prouni: MEC abrirá em maio inscrições para bolsas remanescentes
JUTI
Polícia Militar apreende veículo com chassi adulterado
COTAÇÃO
Dólar fecha acima de R$ 5,70 em meio a incertezas políticas e fiscais