Menu
Busca quarta, 23 de junho de 2021

Produção agrícola cresce, mas via de escoamento não

Produção agrícola cresce, mas via de escoamento não

21 maio 2012 - 13h50
Jornal do Senado


Em debate na Comissão de Agricultura, participantes disseram que produção agrícola do Brasil cresceu, mas não foi acompanhada pelo crescimento da infraestrutura de transporte aquaviário.

O transporte aquaviário precisa de investimentos urgentes e pesados para ajudar o Brasil a crescer em curto prazo.

Essa foi uma das conclusões do debate realizado na sexta-feira pela Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA).

Foi o sétimo seminário do ciclo que a CRA vem realizando desde 2011 sobre questões relacionadas ao agronegócio e à reforma agrária. O tema do encontro da sexta-feira foram os corredores de escoamento da produção agrícola.

O presidente da Comissão Nacional de Logística e Infraestrutura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), José Ramos Torres de Melo Filho, informou que a produtividade da agricultura brasileira cresceu de maneira exponencial nas últimas ­décadas, porém a infraestrutura logística nacional não acompanhou esse avanço.

O secretário de Política Nacional de Transportes do Ministério dos Transportes, Marcelo Perrupato e Silva, informou que o ministério vem priorizando estudos e investimentos no transporte aquaviário, como na construção de eclusas no rio Tocantins.

Com a atual logística, disse o representante do Ministério dos Transportes, o Brasil nunca vai conseguir passar de sexta economia do mundo para ser a quinta ou a quarta.

O superintendente de Navegação Interior da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski, disse que o transporte hidroviário é menos poluente e mais barato para o escoamento da produção agrária.

São 63 mil quilômetros de rios navegáveis no país, disse Tokarski, mas apenas 13 mil quilômetros são usados atualmente. Segundo afirmou, com poucos investimentos, o país conseguirá dobrar esse número em alguns anos.

Segundo o diretor de Infraestrutura Aquaviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Adão Magnus Marcondes Proença, no rio Mississipi, nos EUA, 320 milhões de toneladas de produtos agrícolas são escoadas anualmente, enquanto, no Brasil, o transporte mal chega a 100 milhões em todos os rios somados.

A reunião da sexta-feira foi conduzida pelo presidente da comissão, senador Acir Gurgacz (PDT-RO), e contou com a participação do senador Valdir Raupp (PMDB-RO)

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19
BATAGUASSU
Polícia Civil realiza orientações e verificações preventivas em parceria com PRF
CORONAVÍRUS
Sistema de Regulação aponta que de 10 internados em UTI em Campo Grande, 8 são do próprio município
COSTA RICA
Polícia Civil prende em flagrante traficante de drogas pela quarta vez em menos de 2 anos