Menu
Busca quinta, 22 de abril de 2021
SAÚDE

Saúde diz que distribuiu vacina para 100% dos idosos em asilos

Pasta informa que doses para indígenas também foram todas enviadas

25 fevereiro 2021 - 18h00Por Agência Brasil

O Ministério da Saúde informou nesta quinta-feira (25) que concluiu o envio das doses de vacinas necessárias para a imunização contra covid-19 de 100% dos idosos de 60 anos ou mais que vivem em instituições de longa permanência (asilo) e demais idosos acima de 90 anos. A última entrega ocorreu no início do mês de fevereiro para imunizar aproximadamente 895 mil idosos, segundo a pasta. A próxima etapa de vacinação será voltada para o grupo prioritário de idosos com idade entre 80 e 89 anos e trabalhadores de saúde.

De acordo com o Plano Nacional de Imunização (PNI), serão reservadas doses para vacinar 100% dos idosos com idade de 85 a 89 anos; 24% dos idosos de 80 a 84 anos; além de 8% dos trabalhadores da saúde ainda não atendidos. Ontem (24), o Ministério da Saúde iniciou a distribuição de mais 3,2 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 para ampliar a vacinação no Brasil entre o fim de fevereiro e o início de março de 2021. Todos os estados e o Distrito Federal começam a receber 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca/Oxford, importadas da Índia, e 1,2 milhão de doses do imunizante do Instituto Butantan. As doses são enviadas pelo Ministério da Saúde aos estados, que são responsáveis pela distribuição aos municípios para que organizem a estratégia de aplicação das vacinas.

Indígenas

O Ministério da Saúde também disse já ter enviado doses para vacinar 100% dos indígenas acima de 18 anos que vivem em terras indígenas. A estimativa é vacinar cerca de 413 mil indígenas desse público nesta primeira etapa. 

"A priorização da população indígena justifica-se por critérios epidemiológicos, modo de vida coletivo e dificuldades geográficas para acesso aos serviços de saúde, sendo necessário que a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai) percorra longas distâncias por vias fluvial, terrestre e aérea para atender a esta população. Os demais brasileiros, assim como os indígenas que vivem em contexto urbano ou rural em municípios, serão imunizados pelas Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde, nas demais fases de vacinação do plano, podendo entrar nos demais grupos prioritários", informou a pasta. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
PM apreende 3 veículos com produtos de contrabando e descaminho na região do "Copo Sujo"
DOURADOS
Polícia Civil prende em flagrante suspeito de furtar Unidade de Saúde
ROCHEDO
Policiais Militares prenderam Indivíduo na direção de veículo automotor, com sintomas de embriaguez
NOTÍCIAS
Suspensa prova objetiva e alterada data de audiência pública do V Concurso Extrajudicial