Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
Dourados

Após greve, lei dá a professores piso salarial para 20 horas

03 dezembro 2014 - 07h52Por Fonte: douradosagora
A Câmara de Vereadores de Dourados aprovou o projeto de autoria do Poder Executivo que institui o piso salarial para 20 horas semanais aos professores da rede municipal e inserção dos administrativos da Educação no PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração). A lei só foi criada e enviada à Câmara após a deflagração de greve dos educadores.

Votado em caráter de urgência, o projeto de lei aguarda agora ser sancionado pelo prefeito e a abertura de uma nova etapa que é a de efetivação das propostas que serão acompanhadas de perto pelo Sindicato Municipal dos trabalhadores em Educação - Simted.

“Valeu a união de todos os trabalhadores da educação e a sociedade douradense nesse esforço de estabelecer aos educadores uma possibilidade de valorização e que com certeza terá uma resposta direta na qualidade do ensino”, pontua o presidente João Azevedo, do Simted.

O projeto foi aprovado na segunda-feira e os profissionais da educação acompanharem a votação. Antes, na quinta-feira, dia 27, foi realizada na sede do sindicato uma assembleia para apreciação das minutas de lei e aprovação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Meteorologia indica aumento de nuvens e máxima de 37°C para MS nesta sexta-feira
DOURADOS
Camionete que seguia para Campo Grande com mais de uma tonelada de maconha foi recuperada pelo DOF
ECONOMIA
Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix
MEIO AMBIENTE
PMA realiza orientação em 61 propriedades rurais em prevenção aos incêndios