Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
Polícia

Após matar garoto, mecânico pôs fogo em apartamento para eliminar provas

10 dezembro 2014 - 09h04Por Fonte: campograndenews
O mecânico Rodrigo dos Reis Silva, 24 anos, acusado de matar com três tiros o adolescente Alex Thadeu Figueiredo Schons de Oliveira, 17 anos, no dia 13 de setembro, incendiou o próprio apartamento após o cometer o crime, com o intuito de eliminar provas e dificultar o trabalho de investigação da polícia.Segundo o delegado Fábio Anderson Ribeiro Sampaio, da 3ª Delegacia da Capital, vítima e autor mantinham um esquema de disque-entrega de entorpecentes há cerca de um ano. Os dois se conheceram porque trabalhavam em empresas vizinhas, no Centro da cidade.

Uma semana antes do homicídio, Rodrigo notou que R$ 7 mil haviam desaparecido de sua casa e começou a desconfiar do menor. Como vingança, ele planejou a execução ocorrida em um terreno na Chácara dos Poderes; o corpo foi encontrado na manhã seguinte.

Aproximadamente três dias depois que matou Alex, o mecânico queimou o apartamento onde morava na Avenida dos Cafezais, região do Los Angeles, para tentar destruir as provas, tendo em vista que o menor frequentava o local. “Ele queria esconder da polícia qualquer vestígio que pudesse apontá-lo como responsável”, explicou o delegado.

Rodrigo foi preso ontem (08), enquanto deixava a oficina do pai, na Avenida Fernando Corrêa da Costa. Com ele foram apreendidos munições calibre 36 e 22, porções de cocaína, uma moto Honda Hornet 600cc, documentos de terceiros, dois capacetes, sendo um da vítima, e seis embalagens com anabolizantes. Além do homicídio, ele vai responder também por tráfico e venda ilegal de anabolizantes, sendo que a pena para este crime pode chegar a 15 anos.

O inquérito está em fase final e deve ser concluído nos próximos dez dias. Apesar da hipótese levantada pela polícia de que o assassinato tenha sido motivado pelo suposto roubo, o autor afirma que agiu apenas por ciúmes, pois acreditava que a vítima estivesse em um relacionamento amoroso com sua ex-namorada, com quem tem uma filha de seis anos. A arma utilizada na ação, um revólver calibre 38, ainda não foi apreendida.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Arrecadação de março superou as melhores expectativas, diz Guedes
COTAÇÃO
Dólar fecha em leve alta após mudanças no Orçamento
POLÍTICA
Câmara: plantio de maconha para fins medicinais tem parecer favorável
REGIÃO
Polícia Militar no Distrito do Boqueirão apreende 1,5kg de maconha