Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
Região

Aral Moreira receberá estação meteorológica

23 janeiro 2015 - 21h14Por Fonte: Aral Moreira News
Instalação do equipamento, que será utilizado para coleta de dados e
monitoramento do tempo, deverá começar a partir de abril, de acordo com
assessor técnico do Cemtec.*


Aral Moreira (MS) – O município de Aral Moreira, na fronteira com o
Paraguai, será uma das 17 cidades Sul-matogrossenses contempladas com novas
estações meteorológicas automáticas para coleta de dados e monitoramento do
tempo.


A deliberação do Fundo de Desenvolvimento das Culturas do Milho e da Soja
(Fundems) foi publicada no Diário Oficial da última quarta-feira (21).


De acordo com o assessor técnico do Cemtec, Carlos Eduardo Borges, as novas
estações serão implantadas a partir de abril. Segundo ele, a previsão era
de que as unidades entrassem em operação ainda no ano passado, mas o
cronograma sofreu atraso devido à documentação.


Atualmente, o Cemtec/MS (Centro de Meteorologia de Mato Grosso do Sul) tem
quatro estações próprias, localizadas em Amambai, Aquidauana, Cassilândia e
São Gabriel do Oeste. O centro também monitora 28 estações do Inmet
(Instituto Nacional de Meteorologia) e cinco do Inpe (Instituto Nacional de
Pesquisas Espaciais).


Os 17 municípios não têm estações e foram definidos de acordo com as
regiões agrícolas. A rede de monitoramento será expandida para Angélica, *Aral
Moreira*, Bandeirantes, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Fátima do
Sul, Iguatemi, Itaquiraí, Laguna Carapã, Nova Alvorada do Sul, Nova
Andradina, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Santa Rita do Pardo e Selvíria.


O investimento para aquisição dos equipamentos, fruto de convênio do
Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) com a Secretaria
de Produção e Turismo de MS (Seprotur), será de R$ 2.489.375,00, sendo R$
503.115 de contrapartida do governo.


“São estações top de linha, com o mesmo monitoramento do Inmet”, afirma o
assessor técnico. De acordo com Carlos Borges, serão monitoradas as dez
principais variáveis meteorológicas, como temperaturas mínima e máxima,
velocidade do vento. “Informações de fundamental importância para a
sociedade”, diz.

No segmento da agricultura, será avaliada disponibilidade de água nos
solos, com os indicativos das variáveis climáticas para estimar o balanço
hídrico e identificar as áreas e os períodos de plantio com o menor risco.
As medidas são de fomento à produção do milho e da soja no Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Arrecadação de março superou as melhores expectativas, diz Guedes
COTAÇÃO
Dólar fecha em leve alta após mudanças no Orçamento
POLÍTICA
Câmara: plantio de maconha para fins medicinais tem parecer favorável
REGIÃO
Polícia Militar no Distrito do Boqueirão apreende 1,5kg de maconha