Menu
Busca sexta, 16 de abril de 2021
Ponta Porã

Assentados adquirem conhecimentos sobre produção de leite

PRODUTORES DO ITAMARATI PARTICIPANTES DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA DO SENAR/MS VISITAM PROPRIEDADES NO PARANÁ EM PARCERIA COM O GOVERNO DO PREFEITO LUDIMAR NOVAIS

20 novembro 2014 - 07h00Por Assessoria


À convite do professor de engenharia agrícola Dr. Eder Gomes, da Universidade Federal da Grande Dourados, o grupo de produtores participantes do Programa de Assistência Técnica do Senar/MS, assistido pela médica veterinária Dra. Fernanda Lopes de Oliveira, participaram recentemente de uma viajem para Icaraíma, localizada no estado do Paraná, com o auxílio da Secretaria de Agricultura da Prefeitura Municipal de Ponta Porã, representada por André Cardinal Quintino.

Nesta viagem, vinte e quatro produtores de leite do Assentamento Itamarati, realizaram visitas técnicas em três propriedades leiteiras localizadas na cidade de Icaraíma, norte do estado do Paraná, divisa com o Estado do Mato Grosso do Sul. Lá acompanharam a rotina da propriedade, trocaram experiências, identificaram o tipo de solo, conheceram sistemas rotacionados de mombaça e tifton. Viram na pratica como funciona o sistema de irrigação adotado nestas propriedades e a genética do rebanho.

Os produtores ficaram muito animados e com expectativa de aplicar o que viram em suas propriedades, com finalidade de um aumento de produção de leite e consequentemente aumento de renda. O produtor Ginaldo Carvalho da Mota, morador do Assentamento Itamarati I, grupo Deodápolis, ficou muito contente com a visita, viu que existe a possibilidade de aumentar sua produção mesmo possuindo uma área pequena, já que nas propriedades que visitamos, a maior continha 7 hectares, com uma produção média de 600 litros de leite por dia.

O Programa de Assistência Técnica do Senar/MS, conhecido como ATER Mais Leite, é pioneiro no Estado no Mato Grosso do Sul, e atende vários municípios por todo o estado, como Campo Grande, Terenos, Coxim, Rio Verde, Chapadão do Sul, Gloria de Dourados, Anaurilândia, Dourados, Sidrolândia, Maracajú, Laguna Caarapã, Rochedo, Camapuã, Bonito e Ponta Porã., com um total de 20 técnicos de diversas áreas, médicos veterinários, zootecnistas e tecnólogos em agronegócio. Cada técnico presta assistência para vinte e quatro produtores.

Este programa foi criado para sanar a necessidade de assistência técnica na pecuária leiteira do Mato Grosso do Sul e visa consultorias, onde cada propriedade recebe uma visita por mês, com duração de 4 horas. Nestas visitas, os técnicos do Senar/MS, fazem o diagnóstico da propriedade, ajudando em seu gerenciamento, realizam análise de solo, medições de área, controle zootécnico e reprodutivo da propriedade.

Para o produtor participar do Ater Mais leite, o mesmo se compromete a participar de cursos desenvolvidos pelo corpo técnico do Senar/MS, à cada 2 meses, visando sua capacitação e aumento de conhecimento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
"Respiradores salvam vidas e essa é nossa meta", diz Neno Razuk em pedido de recursos para compra
CRIME AMBIENTAL
PMA autua pecuarista desmatamento dentro da Unidade de Conservação de Proteção Ambiental
BRASIL
Covid-19: em uma semana, mortes aumentam 8% e casos 6%
CASSILÂNDIA
Polícia Militar tira de circulação mais um foragido da justiça