Menu
Busca sábado, 31 de julho de 2021
NOTÍCIAS

Atendimento da Carreta da Justiça volta na segunda-feira

19 junho 2021 - 11h15Por TJMS

A Carreta da Justiça começa a próxima semana atendendo duas localidades: Bodoquena (21 e 22/06) e Ladário (24 e 25/06). Desta vez sob a coordenação do juiz Albino Coimbra Neto, a equipe que atende na unidade móvel levará a justiça para atendimentos mais próximos dos bodoquenenses e ladarenses.
 
Ressalte-se que a Carreta da Justiça atende, desde agosto de 2016, nas comarcas onde ainda não há prédio do Fórum e evita que o cidadão que busca a justiça tenha que se deslocar para outra localidade. Mesmo em número reduzido de dias, a equipe de atendimento tem respeitado as medidas de biossegurança como o não atendimento de pessoas com sintomas de gripe ou resfriado, uso obrigatório e correto de máscara e assepsia das mãos.

De acordo com a agenda estabelecida para os atendimentos, as próximas cidades a serem atendidas serão Santa Rita do Pardo (16 e 17/08), Selvíria (19 e 20/08), Taquarussu (13 e 14/09), Novo Horizonte do Sul (16 e 17/09), Jateí (4 e 5/10), Vicentina (7 e 8/10), Japorã (8 e 9/11), Juti (11 e 12/11), Laguna Carapã (29 e 30/11) e Douradina (2 e 3/12).
 
Saiba mais  Importante lembrar que a Carreta da Justiça tem competência para atuar em processos cíveis, criminais e dos juizados especiais das comarcas ainda não efetivamente instaladas e que a escolha dos municípios e localidades a serem atendidas observa critérios técnicos e conveniência do Poder Judiciário.

A Carreta da Justiça integra o programa Judiciário em Movimento, que tornou 100% dos municípios sul-mato-grossenses sedes de comarcas. Desde que foi lançada, em agosto de 2016, a iniciativa está levando mais qualidade e conforto no atendimento ao jurisdicionado, que não precisa mais deslocar-se de sua localidade para receber os serviços da justiça.

A unidade móvel é uma miniatura de um fórum: gabinete do juiz, sala para Promotor, Defensor Público, sanitário, uma pequena copa e a varanda na frente para recepção das pessoas, o que totaliza 44 m². O objetivo da proposta é aproximar o Judiciário da população e dar cidadania às pessoas que nunca tiveram atividade judicial e judiciária em sua cidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Aneel: bandeira tarifária de agosto se manterá vermelha
BR-262
Homem morre ao ficar preso entre as ferragens após carro cair em valeta de rodovia no MS
POLÍCIA
Drone, drogas e celulares são apreendidos pelo DOF momentos antes de chegarem aos internos da PED
SAÚDE
Covid longa: pacientes 'recuperados' podem ter problemas de raciocínio e memória, aponta pesquisa