Menu
Busca terça, 13 de abril de 2021

de intenções é de Eduardo Gaúna, candidato a presidente da ACEPP

de intenções é de Eduardo Gaúna, candidato a presidente da ACEPP

14 fevereiro 2012 - 16h05
Divulgação (TP)




O comerciante Eduardo Gaúna, candidato a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã (ACEPP), pela chapa Novos Tempos fez uma visita ao secretário de Turismo e Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura Municipal de Ponta Porã, Marcelino Nunes de Oliveira.

No encontro, que durou cerca de 40 minutos, Gaúna entregou ao secretário uma relação de ações e iniciativas que pretende adotar caso seja eleito presidente da ACEPP. Entre os itens relacionados no programa de intenções de Eduardo Gaúna, figuram a criação de um Centro Turístico, que vai permitir aos comerciantes apresentarem seus produtos, bem como vai orientar os turistas sobre as características da fronteira Ponta Porã/Pedro Juan Caballero; o estabelecimento de parcerias com o comércio paraguaio; a implantação de um site que vai facilitar a vida dos comerciantes com pesquisas atinentes às suas áreas de atuação, além de possibilitar o acesso mundial a informações sobre o comércio fronteiriço; incrementar a feira anual do comércio a Porã Mix, com a inclusão de uma praça de alimentação com comidas típicas e a apresentação de bandas e músicos locais e de outras regiões.

Ainda dentro das propostas apresentadas por Eduardo Gaúna está a construção de uma sede social e recreativa; a celebração de convênios que ofereçam apoio logístico aos comerciantes e também capacitação para os funcionários.
Outro projeto da diretoria que pretende assumir a Associação Comercial a partir de abril deste ano, está a criação e implantação de um banco cooperativo, que agilizará a abertura de novas linhas de crédito para investimentos no comércio de Ponta Porã.

O secretário Marcelino Nunes mostrou-se satisfeito com a iniciativa de Eduardo Gaúna e destacou que Ponta Porã precisa de ações do setor privado para que a cidade efetivamente sinta o aquecimento de sua economia. Ele admitiu que o Poder Público tem por obrigação agir de forma que seja possível incrementar os diferentes setores da economia, “mas quando a iniciativa parte do setor privado os resultados sempre surgem com maior rapidez”, completou.

Marcelino Nunes desejou sorte a Eduardo Gaúna na implantação de seus projetos e colocou-se à disposição para uma eventual parceria com o Poder Público municipal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Entra em vigor parte dos decretos que ampliam acesso a armas de fogo
ESTÁGIO REMUNERADO
Está em andamento 1ª fase do Processo de Seleção de acadêmicos da PGE
REGIÃO
Polícia militar prende homem em flagrante por estupro de vulnerável em Rio Verde
ORDEM DO DIA
Aprovada autorização de venda de arma a policial aposentado