Menu
Busca segunda, 12 de abril de 2021
Política

Candidatos gastaram R$ 58,8 milhões na briga para ser governador de MS

26 novembro 2014 - 12h41Por Fonte: midiamax
A campanha para o governo de Mato Grosso do Sul foi bem rica, apesar da reclamação de candidatos sobre dificuldade para conseguir doações. A prestação de contas divulgada pelos candidatos ao final da campanha revelou gasto de R$ 58,8 milhões se somados todos os candidatos ao Governo do Estado.

A campanha com maior arrecadação e despesa foi do governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB). Ele gastou R$ 25.323.019,00 para conseguir o cargo máximo em Mato Grosso do Sul. A campanha de Azambuja gastou R$ 65,3 mil a mais que do adversário derrotado no segundo turno, Delcídio do Amaral (PT).

O candidato do PMDB, Nelsinho Trad, foi o que mais gastou entre os candidatos derrotados já no primeiro turno, com despesa de R$ 9.388.934,00 e arrecadação de R$ 8.752.644,00, o que lhe rendeu prejuízo de R$ 636 mil. Em quarto lugar aparece o candidato do PP, Evander Vendramini, com gasto de R$ 104.180,00, seguido por Sidney Mello (PSOL), R$ 1.242,00, e Professor Monge (PSTU), R$ 184,66.

Se comparar o total gasto pelos candidatos em Mato Grosso do Sul, R$ 58,8 milhões, com o número de eleitores aptos a votar, de 1.818.937, é possível dizer que os candidatos gastaram R$ 32,32 por voto no Estado.

A Justiça eleitoral também divulgou gastos da campanha de candidatos a presidente que foram ao segundo turno. Dilma Rousseff (PT) teve maior arrecadação, somando R$ 350.836.301,70, com despesa de R$ 350.575.063,64, o que lhe rendeu um saldo positivo de R$ 261.238,06.

O candidato derrotado, Aécio Neves, alegou gasto de R$ 223.475.907,21 e arrecadação de R$ 222.925.853,17. Com isso, é possível afirmar que o candidato derrotado também levou para casa um prejuízo de R$ 550.054,04.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO HÓRUS
Veículo furtado com quase meia tonelada de maconha foi recuperado pelo DOF
EDUCAÇÃO
Prouni: MEC abrirá em maio inscrições para bolsas remanescentes
JUTI
Polícia Militar apreende veículo com chassi adulterado
COTAÇÃO
Dólar fecha acima de R$ 5,70 em meio a incertezas políticas e fiscais