Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021

Detran de Ponta Porã “mergulhado” em veículos

Detran de Ponta Porã “mergulhado” em veículos

03 maio 2012 - 16h50
Mercosulnews


Não está muito longe o dia em que nem os servidores do órgão poderão entrar no prédio para trabalhar, já que o Detran de Ponta Porã está literalmente “mergulhado”, num “mar de motos e carros”, que ocupa completamente o pátio, atrapalhando inclusive o trabalho de vistoria dos veículos, pois não há espaço para mais nada.

O chefe da agência do Detran de Ponta Porã, Jaime Marques, diz que já enviou mais de 500 motos para a Receita Federal e mesmo assim o pátio está completamente lotado. O problema, segundo ele, está na burocracia, já que há necessidade de mandar “documentos para todo lado”, e a operação dos guinchos. “Os daqui não querem efetuar o trabalho porque não há verbas para custear isto”, esclarece. E para que venha um de Campo Grande é preciso ter paciência, muita paciência.

Hoje existem 150 carros, caminhonetas e caminhões de procedência brasileira apreendidos no Detran de Ponta Porã e que ocupam também outra área do órgão localizada na Rua Deputado Aral Moreira, no centro da cidade.

Não bastasse isso, o prédio do Detran no Jardim Marambaia está “cercado” por, nada menos que 800 motos de procedência paraguaia e outras 200 brasileiras. A realização de um leilão está nos planos, mas depende de decisão do Detran em Campo Grande, que parece não ter conhecimento ou não dar a devida importância para a situação em que se encontra a unidade na fronteira.

A última previsão era para que o mês de maio fosse contemplado com um leilão do Detran. Maio está aí e até o momento não há movimentação neste sentido. Pelo menos que seja do conhecimento da agência local. De qualquer forma, a única saída é esta. Ou o Detran faz um leilão logo mais, ou mais cedo do que isto ninguém mais vai transitar por ali.

O pior é que as motos paraguaias não podem ser leiloadas. Há veículos que estão há mais de 8 anos no pátio do Detran, ocupando espaço e criando ferrugem. Há quem concorde que a melhor providência seria encaminhar as motos para serem derretidas numa siderúrgica, depois de estipulado um prazo de resgate.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Processo Seletivo para contratação de Analista de Medidas Socioeducativas está com inscrições aberta
LAGUNA CARAPÃ
Homem que seguia para Campinas com mais de 70 quilos de maconha foi preso pelo DOF
IMUNIZAÇÃO
Secretaria de Estado de Saúde distribui aos municípios 97.500 doses da vacina da Astrazeneca
CAARAPÓ
Policia Civil fecha ponto de distribuição de drogas