Menu
Busca terça, 11 de maio de 2021

DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA A AIDS - Saúde atende mais de 200 pacientes com HIV em Ponta Porã

30 novembro 2012 - 13h10
Divulgação (TP)

Sábado, 1 de Dezembro, é o Dia Mundial de de Luta Contra a AIDS. Em Ponta Porã, as autoridades de saúde, prepararam uma programação especial com o objetivo de conscientizar as pessoas da necessidade de prevenir novos casos das doenças sexualmente transmissíveis.

Durante toda a semana, o SAE, em parceria com o Ministério da Saúde e a Coordenação Estadual de DST/AIDS e Hepatites Virais, está sendo realizada a Campanha “Na Dúvida, Fique Sabendo”, que é uma mobilização para alertar a população sobre a importância da realização dos testes rápidos para detecção de doenças sexualmente transmissíveis como sífilis, hepatites B e C e HIV/AIDS, visando o diagnóstico precoce.

Os interessados devem se dirigir até o SAE, localizado na Avenida Brasil, N 3769, no período de 26 a 30 de novembro, das 7 horas e 30 minutos ao meio dia. Os testes são realizados através de modernos e seguros equipamentos com o resultado sendo divulgado em 15 minutos.

Neste sábado, vai haver uma panfletagem em toda a área central da cidade, visando atingir o maior numero de pessoas com o repasse de panfletos e preservativos, masculinos e femininos.


A coordenadora municipal do Programa DST/HIV-AIDS e Hepatites Virais, Neusa Maria Pereira, informou que também foi reforçado o estoque de preservativos para distribuição gratuita em todas as unidades de saúde do município.

“Adquirimos um equipamento que fica bem à mostra para quem vai a um posto de saúde para que ele seja incentivado a retirar um preservativo e levar no bolso. A contaminação por causa do sexo feito sem os devidos cuidados continua ocorrendo em grande escala no Brasil. É uma questão de consciência da pessoa saber que pode se prevenir, evitando o contágio dela e de quem ela ama”, declarou Neusa.

Na cidade o SAE- Servico Ambulatorial Especializado de Ponta Porã, atende 252 pacientes com o vírus HIV. 155 deles já desenvolveram a AIDS e, por isso, recebem vários tipos de atendimento de maneira permanente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: estados pedem manutenção de financiamento de leitos de UTI
PONTA PORÃ
Após denúncia Polícia Militar apreende contrabando de cigarros em veículo
SAÚDE
EUA autorizam vacina da Pfizer para faixa etária de 12 a 15 anos
POLÍTICA
Guedes diz que reforma administrativa será moderada