Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
MS

Em novo protesto, empresários bloqueiam acesso à Fábrica de Fertilizantes

23 janeiro 2015 - 13h52Por Fonte: perfilnews
Após sucessivas reuniões e tentativas de acordos, que resultaram infrutíferas, novamente um grupo de cerca de 60 empresários três-lagoenses fazem manifestação em frente à Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen) da Petrobrás, cujo protesto objetiva impedir o acesso ao canteiro de obras. Para tanto, desde às 06h30, guindastes e outras máquinas, além de veículos, estão postados em frente à Fafen, que tem o acesso totalmente interditado.

Desta vez, ao invés de causar transtornos de fechamento de rodovias, a exemplo do que ocorreu no final de 2014 na BR-158, em frente à Fafen, e no começo deste ano na BR-262 (na barragem de Jupiá), os manifestantes atingem diretamente o canteiro de obras (que estão paralisadas) da fábrica. “Ninguém entra e ninguém sai; até o almoço do pessoal não vai passar por aqui”, anunciava um manifestante. Segundo informações, no canteiro de obras, entre diretoria e funcionários da Petrobrás, existem outros colaboradores – terceirizados – e seguranças, no total de 300 pessoas.

A reportagem do Perfil News está no local e conferiu que os manifestantes devem ficar no local, impedindo o acesso à Fafen, durante todo o dia desta sexta-feira (23). “Faz seis meses que estamos lutando para receber o que nos devem”, resumiu outro empresário manifestante.CALOTE DA UFN3

A luta dos empresários é com relação ao calote que o Consórcio UFN3, comandado então pelas empresas Galvão Engenharia e a chinesa Sinopec, aplicou em mais de 60 empresários três-lagoenses, num total de aproximadamente R$ 20 milhões.

Em reuniões já realizadas por comissões dos credores do Consórcio, a Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas (ACITL) e a prefeita Marcia Moura com a direção nacional da Petrobrás, nenhum resultado satisfatório aos empresários locais foi obtido nos eventos. Tanto presencial, no Rio de Janeiro, quanto através de videoconferências. “Nos deram um banho de água fria; uma enrolação”, concluiu um dos manifestantes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Veículo que seguia para Brasília com maconha foi apreendido pelo DOF
SAÚDE
Sancionada lei sobre remessa de patrimônio genético ao exterior
CORONAVÍRUS
MS participa de consórcio para compra de 28 milhões de doses de vacina contra Covid-19
INTERNACIONAL
Vacina russa Sputnik V tem eficácia de 97,6% em estudo no mundo real