Menu
Busca terça, 26 de outubro de 2021

Em pouco tempo Ponta Porã será auto-suficiente na produção de peixes

Em pouco tempo Ponta Porã será auto-suficiente na produção de peixes

23 janeiro 2012 - 15h21
Divulgação (TP)

Os piscicultores de Ponta Porã trabalham para reverter uma situação desfavorável ao município: torná-lo auto-suficiente na produção deste alimento que hoje precisa ser trazido de outras localidades.
Para isso, a Prefeitura de Ponta Porã e a Associação dos Piscicultores, trabalham unidas num projeto que já envolve mais de 100 piscicultores. Todos, pequenos produtores rurais. A maioria mora em assentamentos rurais: “estamos impulsionando a piscicultura em todos os assentamentos rurais de Ponta Porã. Num primeiro momento foram oferecidos cursos visando a capacitação técnica. Também garantimos o apoio à produção de alevinos e a manutenção da atividade dentro das propriedades”, informa o secretário municipal de Turismo, Integração e Desenvolvimento Sustentável, Marcelino Nunes.

Por causa deste trabalho, Ponta Porã já se destaca como um dos pólos regionais da piscicultura em Mato Grosso do Sul. “Nosso objetivo é levar aos assentados as condições necessárias para que eles possam ter na piscicultura, uma alternativa de renda, aumentando seus ganhos”, informa Marcelino.

O presidente da Associação dos Piscicultores, Genildo Rossini, afirma que os produtores que decidiram investir nesta atividade têm capacidade para atender Ponta Porã que hoje importa o peixe. “Vamos atender o consumo e também os pesque e pague que hoje buscam peixes fora de Ponta Porã”, declara, confiante no sucesso desta atividade.

Atualmente Ponta Porã possui cinco estabelecimentos de pesque e pague que trazem os peixes de Dourados. Cada um consome de 2 a 3 toneladas por mês na alta temporada que é o verão. “Em pouco tempo teremos condição de vender os pesque e pague da cidade. Com isso estaremos promovendo a geração de empregos e renda em Ponta Porã, movimentando a economia local”, declarou o secretário Marcelino Nunes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Andarilho morre ao ser atropelado por motociclista na BR-163
TEMPO
Chuva volta de forma isolada nesta terça; tempo firme e calor predominam
ECONOMIA
Falta de material e custos impactam a indústria da construção
ECONOMIA
Cai tempo médio para abertura de empresas no país
Prazo era de 5 dias e 9 horas em 2019 e hoje está em 47 horas