Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
Tráfico

Empresário de MS era o "tesoureiro" da quadrilha presa com R$ 1,4 milhão

O grupo trazia Cocaína da Bolívia e a entrada da droga era por Corumbá

26 novembro 2014 - 12h44Por Fonte: pontaporainforma
O empresário de origem libanesa, de 39 anos, preso na manhã desta terça-feira (25) em Corumbá, a 419 quilômetros de Campo Grande, era responsável pelas finanças da quadrilha especializada em tráfico internacional de drogas. Policiais apreenderam R$ 1,4 milhão em dinheiro com a organização criminosa.

O grupo trazia cocaína da Bolívia em aeronaves, pousando em pistas nas divisas entre os estados de Minas Gerais e Goiás e por terra, entrando no país por Corumbá.

A operação "Krull", que desarticulou a quadrilha prendeu 16 pessoas ontem, terça-feira (25). Segundo o delegado da Polícia Federal em Uberaba/MG, André Gebrim Viera da Silva, outras duas pessoas, presas em Campo Grande, administravam os bens do chefe da quadrilha José Severino. O homem e a mulher presos na Capital são parentes de José.

O delegado não divulgou os nomes dos presos em Mato Grosso do Sul, mas explicou qual a participação deles na quadrilha. “O empresario de Corumbá cuidava das remessas de dinheiro, pagamento de fornecedores e fornecia contas bancárias para receber e encaminhar dinheiro”, disse André Gebrim.Os três presos no Estado serão indiciados por tráfico de drogas e organização criminosa, conforme o delegado. As investigações, iniciadas há um ano, seguem coordenadas pela Polícia Federal em Uberaba. Durante as investigações foram presas em flagrante 16 pessoas e apreendidos 721 quilos de cocaína, um caminhão e aproximadamente R$ 400 mil e US$ 400 mil, que totaliza quase R$ 1,4 milhão em espécie.

Conforme a polícia, a droga comercializada pela quadrilha era transportada em veículos com compartimentos ocultos até os compradores finais em São Paulo e Rio de Janeiro. O pagamento pela droga, segundo a polícia, era feito por envio ou coleta de dinheiro, em reais ou dólares; depósitos em contas bancárias próprias ou de terceiros, dentre eles o homem preso em Corumbá, ou por remessa de dólares por meio de casas de câmbio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Camionete que seguia para Campo Grande com mais de uma tonelada de maconha foi recuperada pelo DOF
ECONOMIA
Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix
MEIO AMBIENTE
PMA realiza orientação em 61 propriedades rurais em prevenção aos incêndios
ECONOMIA
Prazo para contestar auxílio emergencial negado no dia 10 acaba hoje