Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
ECONOMIA

Entre estados brasileiros, MS tem o menor ICMS no diesel e o quarto no etanol

13 março 2021 - 08h30Por Portal MS

Com a menor alíquota de ICMS sobre o diesel (12%) e a quarta menor sobre o etanol hidratado (20%), Mato Grosso do Sul é um dos estados que praticam a menor carga tributária de combustíveis no Brasil.

Levantamento da Fecombustíveis (Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes) coloca o Estado como um dos menores cobradores de impostos estaduais em relação ao etanol.

A alíquota de 20% vigente em Mato Grosso do Sul é a mesma utilizada no estado da Bahia; e só é maior que as praticadas no Paraná (18%), em Minas Gerais (16%) e em São Paulo (13,3%).

Nos outros 21 estados e no Distrito Federal a cobrança do ICMS sobre o álcool combustível varia de 22% a 32%, sendo que Rio de Janeiro (32%), Rio Grande do Sul (30%) e Tocantins (29%) têm as maiores taxas.

Em relação ao diesel, a cobrança em Mato Grosso do Sul é de 12%, a menor do Brasil. Utilizam a mesma alíquota os estados do Espírito Santo, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. 

O Amapá é o estado que cobra o maior ICMS sobre o diesel: 25%. Na sequência, as maiores taxas são do Maranhão (18,5%) e de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe - todos com alíquota de 18%.

Competitividade

Ajustes fiscais na cobrança do ICMS dos combustíveis, promovidos pelo governador Reinaldo Azambuja entre 2015 e 2019, diversificaram a matriz econômica do Estado e abriram mercado para o etanol.

Com aval da Assembleia Legislativa, o governador reduziu o ICMS do diesel de 17% para 12% e do álcool carburante de 25% para 20%. O imposto sobre a gasolina automotiva também teve alteração, saindo de 25% para 30%.

Os ajustes na cobrança do ICMS deram mais competitividade ao etanol, que é produzido em MS. No ano passado, mesmo na pandemia de coronavírus, o Estado foi um dos poucos que aumentaram o uso do combustível.

Dados do Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência (Sinpetro-MS) mostram que Mato Grosso do Sul consumiu 144 milhões de litros de etanol em 2020, contra 102 milhões de litros vendidos em 2019 - aumento de 31,14%.

No mesmo período analisado, a gasolina, que é comprada de outros estados, apresentou redução de 5,4% nas vendas, despencando de 736,8 milhões de litros em 2019 para 696,9 milhões de litros em 2020.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação
SAÚDE
Inmet alerta para onda de calor e umidade abaixo de 12% em Mato Grosso do Sul
REGIÃO
Polícia Militar prende dois homens por Tráfico de Drogas
JUSTIÇA
Justiça do Trabalho inicia Semana Nacional de Conciliação