Menu
Busca domingo, 19 de setembro de 2021
MS

Ex-marido acusado de feminicídio vai a júri popular

07 maio 2021 - 16h45Por TJMS

Em decisão publicada no final da tarde desta quinta-feira (6), o juiz Carlos Alberto Garcete de Almeida, da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, pronunciou um homem acusado do feminicídio de sua ex-mulher, ocorrido no dia 14 de abril de 2020, no Parque Lageado. O réu será submetido a julgamento acusado de homicídio triplamente qualificado por feminicídio, asfixia e mediante traição/emboscada, além do crime de ocultação de cadáver.

Segundo a denúncia, o crime aconteceu por volta das 15h30, ocasião em que mantiveram relações sexuais e, após o ato, permaneceram conversando nus sobre a cama, quando, em determinado momento, o acusado aplicou um golpe de "mata-leão" na vítima, imobilizando ela de bruços na cama, ficando seu rosto imerso no travesseiro, asfixiando-a até a morte.

Já por volta das 22h30, ele retornou à residência, vestiu a vítima, já em óbito, colocou-a no interior de seu veículo e deslocou-se até o anel viário, ocultando o cadáver à margem da rodovia BR-262.

Ao longo da instrução do processo, diversas testemunhas narraram que o acusado era muito ciumento e, mesmo após o término do relacionamento, monitorava a vítima pelas redes sociais. Em seu interrogatório, o réu afirmou que se separou da ofendida em virtude do trabalho que ela exercia numa estética masculina, como massoterapeuta.

Embora tenha confessado o crime na delegacia de polícia, na fase judicial ele sustentou que não era o autor. O réu responde ao processo preso preventivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA resgata curicaca de linha de anzol, terceira ave regatada este mês na mesma situação
DIREITOS HUMANOS
Índice reúne dados sobre a inclusão de brasileiros com deficiência
ECONOMIA
Brasil tem recorde de 30 milhões de pessoas recebendo até um salário mínimo
BRASIL
Começam hoje as atividades da Semana Nacional de Trânsito