Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021

Feira Cultural abriu espaço para heróis pontaporanenses

Feira Cultural abriu espaço para heróis pontaporanenses

04 dezembro 2012 - 16h10
Divulgação (TP)

Dois momentos históricos envolvendo moradores de Ponta Porã foram destacados durante a realização da Feira da Cultura da Escola MAPPE- Moderna Associação Pontaporanense de Ensino.

Um dos momentos foi a participação de brasileiros na Segunda Guerra Mundial. O outro, um acidente envolvendo um avião militar que resultou na morte de vários oficiais do Exército Brasileiro no ano de 1974.

A iniciativa partiu da coordenação do Ensino Médio e contou com o trabalho incansável do Professora de História, Anderson Vivan. Os alunos Ana Paula, Ygor e José Mateus, do terceiro ano do ensino médio foram atrás daqueles que praticaram atos heroicos na tentativa de salvar vidas.

Assim, duas personalidades, consideradas heroicas foram convidas para conversar com os demais alunos numa atividade emocionante. A advogada Belmira Villanueva detalhou como conseguiu salvar um dos sobreviventes da tragédia envolvendo o avião militar. Ela conseguiu retirar dos destroços do avião o então Sargento Shiro, único sobrevivente da tragédia ocorrida numa área ao lado do Parque dos Ervais.

elmira é considerada heroína pelas Forças Armadas tendo inclusive recebido uma das mais importantes condecorações do Brasil pelo feito heroico.

Já o ex-combatente Gonçalo Escolastico, o Corumbá, contou como foi a participação dos soldados que deixaram o então Mato Grosso para participar do maior conflito armado da historia ocorrido entre os anos de1939 e 1945.

“Corumbá” é um dos poucos “pracinhas” vivos. Atualmente ele está morando em Maracaju. Mas, por muitos anos, morou em Ponta Porã, sendo considerado um orgulho para a comunidade fronteiriça, a exemplo da Dra. Belmira.

A turma também gostaria de contar com a presença do médico Dr. Asturio Marques. Porém, como exerce a Medicina até hoje e trabalha bastante durante o dia, não pôde participar do evento. Com certeza, estava salvando vidas como fez no dia de setembro de 1974 ao atender

A Feira Cultural foi um evento que contou com a participação ativa de todo o corpo docente, sob a coordenação das professoras Eliane e Helena. Também merece destaque todo o empenho do corpo administrativo da instituição, uma das mais conceituadas da cidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA realiza fiscalização por terra e nos rios em prevenção à pesca predatória
GERAL
Número de mortos em operação no Jacarezinho sobe para 29
COSTA RICA
Trio é preso pela PM com tabletes de substância análoga a maconha
ESPORTE
Fundesporte e Assomasul debatem organização da 17ª Copa Assomasul