Menu
Busca segunda, 27 de setembro de 2021
SAÚDE

Governo do Estado Recebe 207.050 doses da vacina da Jassen nesta quinta-feira

01 julho 2021 - 10h30Por SESMS

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, recebeu nesta quinta-feira (01.7), do Ministério da Saúde, novo lote com 207.050 doses da vacina contra Covid da Janssen.

O secretário de Saúde, Geraldo Resende, comemorou a chegada do lote das vacinas. “É uma grande conquista para Mato Grosso do Sul. Os 79 municípios serão beneficiados. Iremos criar um cinturão sanitário na faixa de fronteiras e com isso os outros 66 municípios vão passar a receber mais doses das vacinas nas remessas regulares”, completou.

Das doses da Jassen que chegaram, 165.500 doses da Janssen serão usadas para estudo que irá realizar a imunização em massa de 13 municípios que fazem fronteira com outros países em Mato Grosso do Sul. As 41.550 doses da Janssen serão distribuídas entre os outros 66 municípios.

A Secretaria de Estado de Saúde irá distribuir aos municípios na tarde desta quinta-feira as doses das vacinas que chegaram. Serão distribuídas 72.500 doses da Astrazeneca,  26.910 doses da Pfizer e 41.550 doses da Janssen aos 66 municípios. Os 13 municípios que farão parte do estudo vão receber 70% das 165.500 doses da Janssen e os 30% serão encaminhados após a aplicação do primeiro lote.

A quantidade de doses de vacina recebida pro cada município foi publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira. A relação pode ser conferida aqui

Estudo de vacinação em massa nos 13 municípios de fronteira

O Ministério da Saúde enviou para Mato Grosso do Sul 165.500 doses da vacina da Janssen para um estudo que irá realizar a imunização em massa de 13 municípios que fazem fronteira com outros países em Mato Grosso do Sul.

O estudo também foi aprovado pelos 79 secretários municipais de Saúde durante reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) desta quarta-feira (30.6).

O estudo está sendo capitaneado pelo infectologista Júlio Crodda através do grupo VEBRA COVID-19, que tem o apoio da Opas e é composto por diversas instituição, como Fiocruz, UFMS, Stanford university, Yale university, Instituto de Salude Global de Barcelona, Universidade da Florida, entre outras.

O coordenador da pesquisa, Julio Crodda, ressaltou que essas 165.500 doses serão utilizadas para um estudo de extrema importância apoiado pelo  Ministério da Saúde e que essas doses não estavam previstas na distribuição regular da vacina. “Elas virão exclusivamente porque existe uma pesquisa apoiada pelo Ministério da Saúde. Ou seja, são doses adicionais de vacina, principalmente para gerar evidência científica para o Brasil e para o mundo da efetividade da vacina da Janssen para a nova variante Gamma (P1)”, enfatizou.

É necessário que toda a população acima de 18 dessas cidades sejam vacinadas para avaliar o impacto e efetividade da vacina. O número de doses e as cidades escolhidas seguiram critérios técnicos.

Os municípios que vão fazer parte do estudo de vacinação em massa são Mundo Novo, Japorã, Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, Ponta Porã, Antônio João, Bela Vista, Caracol, Porto Murtinho, Corumbá e Ladário.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CIDADE
Já está em vigor lei que reduz ICMS da energia elétrica para 1 milhão de unidades consumidoras
SAÚDE
Campanha foca em conversa com família para aumentar doação de órgãos
OPERAÇÃO HÓRUS
PM do Vale do Ivinhema apreende mercadorias oriundas do Paraguai avaliadas em 800 mil reais
EDUCAÇÃO
Lei cria programa de fomento à alfabetização nas redes públicas de ensino