Menu
Busca domingo, 11 de abril de 2021
Polícia

Homens praticavam caça e aterrorizavam assentamento

19 novembro 2014 - 09h48Por Fonte: perfilnews
Policiais Militares Ambientais de Cassilândia receberam denúncias, de que dois assentados, conhecidos pelas alcunhas de João Sucuri e Joaquim Mata Onça, residentes no Assentamento Canoas, localizado no município de Selvíria, na altura do Km 59, da rodovia MS 112, praticavam caça de forma contumaz na região e ainda andavam de espingardas em punhos pelo assentamento, colocando medo nas pessoas.

Os policiais foram ontem (17) à tarde ao local e localizaram os acusados no próprio assentamento. Com o assentado conhecido como João Sucuri, de 52 anos, a PMA apreendeu uma espingarda de caça, calibre 28 e duas munições carregadas. Com Joaquim Mata Onça, foi apreendida uma espingarda cartucheira também calibre 28, com quatro munições.

Os acusados negaram praticar caça e afirmaram possuir as armas para defesa. Eles não possuíam documentação das armas, que são do tipo usado em caça, porém, a PMA não encontrou nenhum animal silvestre abatido.

Os infratores receberam voz de prisão e foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Selvíria, onde foram autuados em flagrante por crime de posse ilegal de arma. A pena é de um a três anos de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AGEPEN
Empreendedorismo e empoderamento é destaque em ações realizadas com reeducandas de MS
REGIÃO
PMA de Bela Vista sai para resgate de Jaguatirica atropelada e quando chega o animal já estava morto
INTERNACIONAL
Banco Mundial destina U$ 2 bi para vacinas a países em desenvolvimento
AMAMBAI
Polícia Militar Rodoviária recupera veículo furtado transportando mais de uma tonelada de maconha